sexta-feira, 18 de novembro de 2016

REQUENA NOZAL - UM PINTOR EXCEPCIONAL

Requena Nozal: Fragmentos Serie Murano
Este é o Quadro mais recente de um grande Amigo da Família, o Pintor Espanhol Requena Nozal.

Um Grande Mestre da Pintura Contemporânea.

Os seus Quadros são Autenticas Maravilhas cheias de Luz e Cor, é impossível ficar indiferente ao seu Talento e Sensibilidade.


Se quiserem conhecer melhor o seu trabalho podem visitar o seu Site, deixo aqui o link do seu Facebook: https://www.facebook.com/jose.requenanozal?hc_ref=SEARCH&fref=nf




Espero que gostem Tanto como eu, ou mais…
AnaMaria

Desejo a Todos um Iluminado Fim-de-semana.


MUITA LUZ!

quinta-feira, 17 de novembro de 2016

CONSELHO DO DIA:


VALORIZE-SE E SORRIA, RIA!!!

Sorria de tudo e de si mesma, porque quando você sorri faz sorrir os outros, é como se fosse contagiante, uma rede de boas energias. Não adie Alegrias, Faça o que lhe Der nas Ganas, Desde que isso a Faça Sentir Bem.
Sabe que Mais? Seja Feliz, Muito Feliz Pela sua Saúde e Pelo Bem Estar do Mundo!
AnaMaria

MUITA LUZ!

segunda-feira, 10 de outubro de 2016

TRISTEZA DO MEU SER


Na minha vida a tristeza do meu ser, arranca-me as entranhas e transporta-me para o universo quântico onde flutuo e espaireço por entre as nuvens de paz e as tempestades de luz. Não sei onde falhei, não sei como falhei, não sei o que fazer para me livrar dessa falha, mas a certeza de ter falhado é o suficiente para me cortar a alma ao meio.

Nunca aspirei a ser feliz, somente viver, viver sem complicações, nada disso aconteceu, agora no turbilhão de emoções, rasgo a tela pincelada de mim e deixo-a cair no abismo da imensalidade cósmica, onde o universo se regenera e transforma.

Abro os braços e fecho os olhos, e vejo-me a mim nua, na realidade de vida, por entre tantos outros, perdida!
AnaMaria (Mia Púrpura)


MUITA LUZ!

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

PENSAMENTO


“Já ouvi silêncios Sábios,
Já ouvi Conselho Vão,
Já vi Beijos sem usar os Lábios,
E toque sem usar a Mão.
E dessa observância calma, um verso eu deixo de lição:
“Feliz é Quem Toca com a Alma e Enxerga com o Coração.”
                       Gabriel Castro


MUITA LUZ!

terça-feira, 6 de setembro de 2016

PARABÉNS AO MEU COELHINHO KITSIE

Ontem 05/09/2016 o meu Coelhinho KITSIE TULPA, fez 5 aninhos.



Adora Festas, Muitos mimos e atenção. Faz muitos disparates, mas é muito meiguinho.

´

É o meu peluche, o meu bebé. 
Que fiques muitos mais anos na nossa companhia e dos teus amigos lá de casa, é o que desejamos.

PARABÉNS KITSIE!!! 

AnaMaria

MUITA LUZ!


sexta-feira, 26 de agosto de 2016

O MEU CORAÇÃO ESTÁ COM ITÁLIA

Tutto il mio cuore con gli Italiani
All my heart with the Italian people
De tout couer avec tous les Italiens

 CORAGGIO

AnaMaria

Muita Luz!

sexta-feira, 19 de agosto de 2016

PENSAMENTO DO DIA


“Não podemos confundir
Ter menos com ser menos,
Ter mais com ser mais,
E O que nós temos
Com Aquilo que nós somos”.
    NOAH BENSHEA

Votos de um Iluminado Fim-de-semana.

MUITA LUZ!


Nota: Imagem retirada de pesquisa na net desconheço o seu autor.

sábado, 9 de julho de 2016

A SOGRA MALIGNA E A TOALHA MÁGICA

 Há um antigo conto popular japonês que narra a história de uma rapariga que era tiranizada pela sua sogra. Tudo era motivo para ela brigar e a maltratar. A jovem sofria calada, sem responder. Certo dia, um monge andarilho bateu à porta da casa e a nora deu-lhe um bolinho de arroz. Quando soube, a velha senhora ficou furiosa e mandou-a buscar o alimento de volta. Muito constrangida, ela obedeceu. Procurou o homem e explicou que teria de levar o bolinho.

O monge sorriu e devolveu. Também lhe deu uma toalha que deveria ser usada para enxugar o rosto e amenizar o peso da convivência com a mãe do seu marido.

A partir desse dia, a irritadiça mulher começou a notar que sua nora ficava cada vez mais linda. Isso alimentou a sua raiva e inveja. Numa manhã, viu-a enxugar o rosto com a toalha e observou que ela ficava mais bela e radiante. Acreditou tratar-se de um objeto mágico e planejou pegá-lo para si. No dia seguinte, enquanto a jovem foi ao mercado, ela roubou o presente.

Lavou o rosto e enxugou-o uma vez. Nada aconteceu. Esfregou o rosto com mais força. Sua aparência começou a se alterar. Entretanto, em vez de rejuvenescer, como esperava, assumiu a aparência de um monstro. Horrorizada, deu um grito e desmaiou. Quando a nora chegou em casa e viu o que parecia ser uma criatura monstruosa, tentou fugir. A mulher, chorando, implorou por socorro. Reconhecendo a voz da sogra, ela comoveu-se.

Saiu pelo vilarejo em busca do monge. Ele saberia, com certeza, como reverter aqueles efeitos da toalha. Quando, finalmente, o encontrou e contou o que tinha sucedido, o andarilho sorriu e disse:

Quando uma pessoa usa a toalha, revela a aparência de sua alma. Para que ela volte a ser como antes, basta enxugar o rosto com o outro lado do tecido.

Assim foi feito e a velha senhora recuperou a forma anterior. O mais interessante é que algo se modificou nela, depois do ocorrido. Parou de ofender a nora, alterando a maneira de tratamento para com ela. Compreendeu que o aspecto monstruoso, provocado pela toalha mostrava, em verdade, a pequenez de sua alma. Envergonhou-se da maneira cruel com que tratava a esposa do filho e esforçou-se para mudar. Envelheceu feliz, abandonando a raiva, a inveja e a maldade.

Quando cultivamos o orgulho, o egoísmo, a raiva, a inveja e a maledicência, moldamos nossa alma com uma aparência feia, monstruosa.

Se aplicamos o amor, a caridade, a amizade, a solidariedade, a bondade, assumimos formas luminosas de inigualável beleza. É possível modificar a alma por meio da autotransformação, da mudança de padrão vibratório.

Isso requer coragem: olhar-se, ver-se por dentro e assumir o que precisa ser mudado. Depois, é preciso fortalecer os bons sentimentos, que trazemos no íntimo, alguns mais desenvolvidos, outros menos.

Assim, não importa a idade e a aparência física que tenhamos, nossa alma assumirá o aspecto inconfundível das pessoas de consciência leve.

Extraído do Livro: “Contos de Fadas para Adultos” de Allan B. Chinen. Editora Cultrix

MUITA LUZ!

quinta-feira, 2 de junho de 2016

LUZ CÓSMICA


No preciso momento em que nos realizarmos de que todo o universo se encontra nas nossas mãos, então nessa altura entenderemos que o “Bom” e o “Mau” não existem. Apenas existem momentos de aprendizagem e de celebração. 
Se nos focarmos no controlo total da nossa mente e emoções, então todas as coisas ao nosso redor tomarão o seu devido lugar e se encaixarão por si só. 
Enquanto não tivermos a capacidade de compreender a nossa mente, permaneceremos estranhos a nós mesmos, sem conseguirmos sequer ter consciência do nosso verdadeiro potencial. 
Desconectarmo-nos da materialidade e conectarmo-nos com a substância de Luz Cósmica Inteligente que habita em cada um de nós, é gerar uma força magnética, impulsionadora e transformadora que terá a capacidade de mudar o Mundo.
AnaMaria

Namasté


MUITA LUZ!

quarta-feira, 25 de maio de 2016

PARABÉNS FILHA

Parabéns atrasados filha, mas connosco é sempre assim, em cima da hora, a correr ou atrasadas, não é mesmo?

Nasceste no dia 23 de Maio há 20 anos, foi um dia muito complicado para nós as duas, uma autêntica aventura, talvez por isso sejas assim, energética, tipo um mini tornado quando passa, és teimosa diz o teu irmão e és, mas talvez se não tivesses sido teimosa não tivesses nascido, e se eu não tivesse sido também teimosa não tinha ficado, quem sabe? 
Desde que nasceste que mudaste a dinâmica cá de casa, o teu irmão teve de se habituar à idéia de ter alguém minúsculo por perto a tentar sempre que os seus carrinhos preferidos voassem pela casa, talvez quisesses que ganhassem asas e se tornassem aviões, eu tive de me habituar a ter o teu irmão de um lado da cama para adormecer e tu deitada em cima da minha barriga, só dormias assim, estranho, mas contigo nada é estranho, o estranho adquire um tom de normalidade todos os dias. Somos muito parecidas, não funcionamos como as outras pessoas, fazemos coisas que não lembram a ninguém, mas que nos dão prazer e que fazemos porque fazemos, somos assim. 
Contigo divirto-me imenso, conversamos, saímos e rimos, rimo-nos muito até doer a barriga, mas também discordamos às vezes porque temos o mesmo feitio e teimamos e não cedemos, estamos safas porque temos o teu irmão que regra geral apazigua as coisas e com a sua diplomacia, resolve e pacifica a questão, a maior parte das vezes não é logo na hora, sim porque estas coisas de mãe e filha discordarem leva o seu tempo a chegar a bom porto, mas no final, sempre falamos e pedimos desculpas uma à outra. O pai lá vai olhando, com a sua serenidade, ralhando quando é preciso, mas geralmente prefere ficar neutro e espera porque sabe que daqui a pouco já passou e está tudo bem. A família funciona assim cá em casa. 
Torras a paciência ao teu irmão literalmente todos os dias, mas como sempre e desde que nasceste ele é o teu maior defensor e protege-te incondicionalmente em todas as situações, sabes que podes contar com ele e ele sabe que pode contar contigo, e vocês os dois sabem que eu e o vosso pai, estaremos sempre do vosso lado e em qualquer circunstância em qualquer adversidade, contra tudo e contra todos por vocês. 
Por ti e pelo teu irmão daria a minha vida se fosse preciso, foram a coisa mais linda e preciosa que fiz na vida, eu sou rica porque vos tenho.  

Parabéns e que continues sempre assim genuína, e fiel a ti própria. Desejo que consigas alcançar todos os teus sonhos, mesmo que ainda não saibas quais são. Quero que acredites sempre que és capaz de tudo aquilo a que te propuseres, porque és. 
Obrigada por defenderes a natureza e os animais que tu adoras. 
Obrigada por seres uma filha extraordinária, uma irmã sete estrelas e um ser humano incrível.

Da Mãe que te AMA e te ADORA.
AnaMaria


MUITA LUZ!

quinta-feira, 12 de maio de 2016

PENSAMENTO BUDISTA


“Usa a Tua Voz para a Ternura e a Bondade
As Tuas Orelhas para a Compaixão
As Tuas Mãos para a Caridade
A Tua Mente para a Verdade
E o Teu Coração para o Amor.”
Namasté


MUITA LUZ!


quinta-feira, 28 de abril de 2016

PARABÉNS FILHO


Hoje é um dia como tantos outros, mas não é igual aos outros. Faz hoje 24 anos que tu nasceste e iluminaste a minha vida. Não trouxeste manual de instruções, fiz muitas asneiras e disparates, mas lá conseguimos progredir e ir aprendendo a cada dia sempre novas experiências e descobertas. Crescemos juntos por estranho que pareça. Obrigada por seres o filho maravilhoso que tu és, sim porque todas as mães acham sempre os seus filhos os mais lindos, mas tu não só és o mais lindo, como o mais especial, sem esquecer a princesa linda que eu também tenho e amo e que também é mesmo especial. Parabéns Fábio, meu filho amado do coração, que sejas feliz, que consigas realizar todos os teus sonhos, mesmo que isso signifique ires contra ideias pré-concebidas e estipuladas, vais ter sempre o meu apoio incondicional, em todas as tuas aventuras e maluquices, sim porque a vida é para ser vivida com vontade e não tem de ser sempre tão séria, maluquices fazem falta e ajudam a evoluir, a descontrair. Quero que sejas tu sempre e acima de tudo, que sejas FELIZ!

Amo-te muito, não existem palavras para exprimir o que sinto por ti e pela tua irmã, só sei dizer que valeu a pena viver para vos ter.

Beijinhos de Luz na tua Alma!


Da Mãe AnaMaria  

segunda-feira, 25 de abril de 2016

A REVOLUÇÃO DO 25 DE ABRIL DE 1974


Hoje comemora-se em Portugal o 25 de Abril, dia em que Portugal se libertou da ditadura e fez a revolução dos cravos, dia em que o Povo de ergueu e de pé fez ouvir as suas vozes contra um regime opressor o Estado Novo. Na manhã de 24 de Abril de 1974 um grupo de militares comandados por Otelo Saraiva de Carvalho, instalou secretamente o seu posto de comando do movimento golpista no Quartel da Pontinha. Às 22:55 começa a ser transmitida a canção de Paulo de Carvalho “E depois do Adeus”, pelos Emissores Associados de Lisboa, este é um sinal combinado pelos golpistas e que desencadeia a tomada de posições naquela que foi a primeira fase do golpe de estado. O segundo sinal viria por volta das 0h20m quando na Rádio renascença começa a tocar a canção de Zeca Afonso “Grândola Vila Morena” e que vem confirmar e marcar definitivamente o início das operações no terreno pelos Militares das Forças Armadas - MFA. Foi um movimento de jovens capitães de Abril, que rápidamente se transformou numa revolução de Liberdade, sem derramar sangue nas ruas, pacificamente.

Foi Celeste Caeiro que distribuiu aos soldados cravos vermelhos, que estes colocaram no cano das suas espingardas, daí ser conhecida pela Revolução dos Cravos, pois não houve derramamento de sangue, como em tantas outras revoluções. Na foto em cima pode-se ver o Capitão Salgueiro Maia.

Eu vivi durante a época da ditadura, tinha 8 anos quando se deu a revolução do 25 de Abril. Lembro-me de que não se podia falar livremente nas ruas, as pessoas não se podiam juntar para conversar, pois isso era considerado como um atentado contra o regime. Lembro-me de em minha casa se falar baixinho, porque por cima de nós morava um informador da PIDE (Policia Internacional e de Defesa do Estado), de o meu pai ter sido levado por eles algumas vezes, acusado de possuir manifestos contra o regime em nossa casa e de revoltarem e espalharem tudo pelo chão, espisoteando tudo à sua saída na frustração de nada encontrarem. Lembro-me de na escola primária cantarmos a Portuguesa e de estar separada dos meninos, uma parte da escola era masculina e a outra feminina, nós não nos cruzávamos, nem brincávamos juntos no recreio. Não existia a coca-cola, hambúrgueres, o bacalhau era a comida dos pobres, e não havia produtos vindos do estrangeiro. Lembro-me perfeitamente de existir a censura, não sabia na altura o que isso era, mas nas cartas que chegavam da minha família que estava no Alentejo nas Galveias, vinham todas riscadas a vermelho, a minha mãe lia “Censurado”, mal se conseguia perceber as novidades e o teor das cartas. As mulheres não tinham os mesmos direitos dos homens. Emigrar era uma missão impossível durante a ditadura, ia-se a “salto” na calada da noite e passava-se a fronteira, com a ajuda dos que conheciam as “raias” tão bem como as palmas das suas mãos, por entre caminhos sinuosos e acidentados, com malas de cartão apertadas contra o peito cheias de esperança de uma vida melhor e vazias de nada, para destinos como França, mas onde a realidade se revelaria também ela traiçoeira e muitas destas pessoas iriam viver em condições sub-humanas e exploradas. Lembro-me de existirem crianças sem pai, porque eram filhos de pai incógnito, a lei permitia isso.

Hoje olho para trás e vejo que passados 42 anos da Revolução de Abril, muito se perdeu e não se cumpriu. Como muito se evoluiu e melhorou. É como se a Revolução do 25 de Abril fosse um pau de dois bicos, uma moeda de duas caras, ou as duas coisas juntas. Temos o antes, o depois e o actualmente. O que melhorou no depois? Bem, passou a existir segurança social e a saúde melhorou bastante, as Artes puderam crescer e expandir-se em toda a sua magnitude, passamos a poder ir a um teatro, um cinema. A escola que era só obrigatória até à 4ª classe, evoluiu muito e permitiu novas hipóteses de emprego e acesso a universidades, no geral sem dúvida que as condições de vida melhoraram. No entanto e porque nunca a liberdade de cada um nunca se deve de sobrepor à liberdade dos outros é aqui que começa sem dúvida a regressão na condição de vida dos Portugueses no actualmente. Se na ditadura tínhamos de falar baixinho porque a PIDE podia ouvir pois tinha informadores em todos os lados, hoje podemos ter os nossos telefones sob escuta e as nossas contas bancárias conhecidas com ordem do próprio Estado Português e nem sabemos. No Antigo Regime Salazar e Marcelo Caetano, eram os fascistas que nos oprimiam com a ditadura e nos exploravam, hoje os nossos opressores são os bancos, pagamos dívidas que nós o povo não contraímos, para os sustentar e ajudar à sua vida de luxo com as suas contas offshore e Panamá. Não sou filiada em nenhum partido político, porque creio que quem faz política deveria de a fazer por gostar da política e não de um salário escandaloso e de uma reforma antecipada milionária. Não sou saudosista “dos tempos da outra senhora”, muitas pessoas sofreram na pele coisas que eu nem sequer posso imaginar durante a ditadura e é por respeito a todas essas pessoas torturadas e sonegadas dos seus direitos como seres humanos livres que eu hoje celebro com muito orgulho o 25 de Abril e a Revolução. As mudanças foram boas, mas não posso deixar de pensar que ainda e cada vez mais existem crianças a desmaiar na escola porque os pais não tem comida em casa para lhes dar o pequeno almoço, os idosos não tem dinheiro para comprar medicamentos que lhes fazem falta e que por vezes lhes custam a própria vida, depois de terem trabalhado e contribuído para o sistema social toda a sua vida a nada têm direito. E que depois de tudo o que se lutou para a igualdade não me esqueço da frase: “A Terra a quem a trabalha”, ainda e infelizmente cada vez mais existem pessoas que como eu que pagam os seus impostos e que trabalham todos os dias em condições precárias, exploradas e humilhadas pelos patrões que cada vez enriquecem mais à nossa custa, à custa do que nos roubam, dos ordenados miseráveis que nos pagam e dos anos que nos sugam a viver constantemente nesta realidade. E a realidade é que os ricos estão cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres. Temos direito pela nossa Constituição a uma vida digna em liberdade e que nos permita garantir e assegurar o bem-estar das nossas famílias. Que me perdoem os mais letrados e conhecedores dos meandros da política, a minha insubordinação e revolta, mas enquanto a realidade do nosso País continuar a ignorar os direitos que nos estão consagrados na nossa Constituição e insistirem em que qualquer dia destes ainda temos de pagar para trabalhar para Patrões chupistas que distribuem entre si, o lucro da miséria do povo, nunca existirá uma verdadeira democracia. Nem aqui nem em nenhum lugar no mundo!


Como disse Jorge de Sena: “Não hei-de Morrer sem Conhecer a Côr da Liberdade”.

AnaMaria

MUITA LUZ!

CONSTITUIÇÃO PORTUGUESA
Artigo 9.º
Tarefas fundamentais do Estado
São tarefas fundamentais do Estado:
a) Garantir a independência nacional e criar as condições políticas, económicas, sociais e culturais que a promovam;
b) Garantir os direitos e liberdades fundamentais e o respeito pelos princípios do Estado de direito democrático;
c) Defender a democracia política, assegurar e incentivar a participação democrática dos cidadãos na resolução dos problemas nacionais;
d) Promover o bem-estar e a qualidade de vida do povo e a igualdade real entre os portugueses, bem como a efectivação dos direitos económicos, sociais, culturais e ambientais, mediante a transformação e modernização das estruturas económicas e sociais;
e) Proteger e valorizar o património cultural do povo português, defender a natureza e o ambiente, preservar os recursos naturais e assegurar um correcto ordenamento do território;
f) Assegurar o ensino e a valorização permanente, defender o uso e promover a difusão internacional da língua portuguesa;
g) Promover o desenvolvimento harmonioso de todo o território nacional, tendo em conta, designadamente, o carácter ultraperiférico dos arquipélagos dos Açores e da Madeira;
h) Promover a igualdade entre homens e mulheres.

terça-feira, 12 de abril de 2016

A LUZ DA COMPAIXÃO

Retirado de: https://s-media-cache-ak0.pinimg.com/originals/77/25/43/7725432706f16b999943c82fc198ff55.jpg

Hoje o meu coração é como uma ilha com saudades de um habitante, um qualquer, humano ou bicho, desde que aqui habitasse. Gostava de me sentir esplêndida hoje, mas não, não sinto. Teimo em olhar o horizonte com uma grande e enorme vontade de fugir, fugir daqui para nunca mais cá voltar. A meio de um almoço em que as lágrimas me caíam na sopa, entrou no restaurante um homem, não um homem qualquer (para os convencionais que se consideram humanos...), os olhares trocaram-se e alguns remexeram-se nas cadeiras incomodados com a sua presença, eu disse-lhe boa tarde como de costume, aparece ali muitas vezes, este homem é o João um dos arrumadores de carros aqui no Cais do Sodré. Ele hoje vinha com um brilho especial nos seus olhos, as donas do restaurante perguntaram-lhe se ele queria alguma coisa para comer, ou um café? Ao que ele respondeu, um café quero sim senhor, sabem é que hoje faço anos. Fazes anos disse a Ana, quantos? 41 respondeu o João. A Cláudia disse, queres beber alguma coisa? Não, disse o João, já bebi muito na vida, mas há muitos anos que tou limpo. Então comes uma musse, disse a Ana. Não obrigada, fico bem com o café, disse o João. A cláudia veio lá de dentro da copa e deu-lhe um beijinho de Parabéns, assim do nada. O João ficou brilhante, cheio de luz, como se tivesse recebido o melhor presente do mundo. É que o João não precisava, nem queria nada de extraordinário neste dia dos seus anos, só carinho, atenção, compreensão e compaixão e foi precisamente isso que ele recebeu hoje, aqui no Cais do Sodré na BDO – Bifanas Bar. 
Nesse momento tão especial que passou despercebido a todas as pessoas que lá se encontravam a almoçar, o meu coração encheu-se de lágrimas de alegria, por ter a sorte de ter a amizade de duas pessoas tão especiais e humanas como a Ana e a Cláudia donas do BDO. Queria muito que a vida lhes sorrisse mais, porque adorava vê-las realizadas e felizes, porque pessoas como elas merecem, gosto e Amo pessoas que como elas não fazem distinção entre ninguém, recebem todos como normalmente deveríamos de receber sempre, como irmãos. Terminei o meu almoço mais quente e aconchegada pela maravilhosa sopa que comi, mas não só, o meu coração veio trabalhar mais tranquilo pois trouxe comigo para o escritório 3 pessoas lindas e especiais, a Ana, a Cláudia e o João. O meu coração já não é mais uma ilha.

Descobri que a minha vida é feita assim, destes pequenos retalhos que vou costurando dia, após dia, são eles que fazem com que valha a pena viver esta vida de porcaria.

AnaMaria

MUITA LUZ!

BDO - Bifanas Bar, fica na Rua de S.Paulo, 33 em Lisboa no Cais do Sodré.



terça-feira, 8 de março de 2016

PENSAMENTOS DO DIA



De Qualquer Forma
Só Passei Para Dizer Que:
“AMO PAÇOCA” (E Eu, É Claro!!!)
AnaMaria

Votos de Uma Linda e Iluminada Semana Para Todos Vocês.

MUITA LUZ!

segunda-feira, 7 de março de 2016

NIETZSCHE


“Odeio quem me Roubou a Solidão,
Sem Verdadeiramente Nunca me Oferecer Companhia”
Nietzsche


MUITA LUZ!

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

SILÊNCIO


“Faça silêncio para ouvir a voz de Deus.
Uma postura respeitosa não se faz apenas com o silêncio da boca, mas sobretudo com o silenciar do mundo íntimo. 
Silêncio "por fora" sem silêncio "por dentro", em verdade é uma gritaria muda.
De fato, o silêncio é uma prece, desde que comece de dentro para fora.
Aproveitando o ensejo, considero de bom alvitre lembrar:
SILENCIE diante do agressor, ele está doente...
SILENCIE diante da crítica, porque parar de trabalhar no bem para responder às críticas é malbaratar o tempo...
SILENCIE diante de alguém que está gritando, porque seu silêncio vai desarmá-lo...
SILENCIE diante das provocações; reclamar não muda a situação difícil...
SILENCIE diante daquilo que não entende; o fato de você não compreender, não significa que esteja errado.” 

Extraído do Livro “Um Sopro de Esperança” – Espírito: José Moraes – Psicografia: Agnaldo Paviani II


MUITA LUZ!


quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

HAPPY NEW YEAR - FELIZ ANO NOVO


BUDA E A FLOR DE LÓTUS

Buda reuniu os seus discípulos, e mostrou-lhes uma flor de Lótus - símbolo da pureza, porque cresce imaculada em águas pantanosas.
- Quero que me digam algo sobre isto que tenho nas mãos - disse Buda.
O primeiro fez um verdadeiro tratado sobre a importância das flores.
O segundo compôs uma linda poesia sobre suas pétalas.
O terceiro inventou uma parábola usando a flor como exemplo.
Chegou a vez de Mahakashyao. Este aproximou-se de Buda, cheirou a flor, e acariciou o seu rosto com uma das pétalas.
- É uma flor de Lótus - disse simplesmente Mahakashyao. Simples e bela.
- Você foi o único que viu o que eu tinha nas mãos - disse Buda.

Desejo a Todos que neste Novo Ano, Possam e Saibam Apreciar as Coisas Simples e Belas da Vida, Pois são Elas que Tornam a Vida Tão especial.

Um 2016 Repleto de PAZ e Muito Iluminado.
AnaMaria

MUITA LUZ!

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

ORAÇÃO


“Oração não é pedir.
É um anseio da alma.
É uma admissão diária das próprias fraquezas.
É melhor na oração ter um coração sem palavras do que palavras sem um coração.”
Mahatma Gandhi

MUITA LUZ!



quarta-feira, 11 de novembro de 2015

A SADEDORIA DOS INDÍOS


“Diz a sabedoria Indígena que quando
Não cumprimos o que prometemos, o fio da
Nossa acção que deveria estar concluída e
Amarrada em algum lugar, fica solto ao nosso
Lado. Com o passar do tempo, os fios soltos
Enrolam-se nos nossos pés e impedem que
Caminhemos livremente. Ficamos amarrados
Às nossas próprias palavras.
Por isso os nativos tem o costume de
“por-as-palavras-a-andar” o que significa agir
De acordo com aquilo que se fala; isso conduz à
Integridade entre o pensar, o sentir e o agir
No mundo e nos conduz ao Caminho da
Beleza onde há harmonia e Prosperidades Naturais”

Agora dá para perceber porque é que anda tanta gente enrolada por aí…
AnaMaria


MUITA LUZ!

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

SER LIVRE E FELIZ...


Acredito que um dia serei livre, num mundo em que só eu vejo e acredito.
Que terei o prazer de rir e de conhecer o cheiro da liberdade.
Acredito que o cheiro da liberdade, cheira a um livro novo por abrir.
Acredito que um dia terei companhia para falar, para rir, só isso.
É o que eu mais dou valor, dividir um riso, uma palavra, um olhar…
Coisa que nunca tive até hoje, mas continuo a acreditar que existe…
Desejo não ter de começar os meus dias a querer, a desejar coisas horríveis,
Porque sei que vou estar fechada, presa a algo odioso, tão odioso quanto as pessoas que lá estão. Adoeço, enojo-me e sinto vómitos ao ter de me relacionar com este tipo fútil de gente.
Acredito que sofremos porque vivemos, só isso.
Não vale a pena dourar a pílula, a verdade nua e crua, 
é que nasci sem condições, sem sorte.
Não me lastimo, nem me vitimizo.
É o que é, mais nada.
Apesar de tudo e contra todos, eu AMO-ME MUITO, a MIM!
Acredito que um dia serei feliz, não esse género de felicidade que todos ambicionam, não!
Não tem a ver com ser rica e ter muito dinheiro, nada disso!!!
Serei feliz, quando algo me fizer simplesmente sorrir.
Serei feliz quando o vento me despentear os cabelos.
Serei feliz quando a chuva me tocar.
Serei feliz quando o sol me aquecer.
Serei feliz quando ao tocar os outros seres sentir felicidade.
Acredito cada vez mais que um dia destes serei feliz,
Quando morrer…
A vida tem de ser mais, muito mais do que isto!!!
AnaMaria (Mia Púrpura)


MUITA LUZ!

sexta-feira, 30 de outubro de 2015

PENSAMENTO BUDISTA


“Não Penses Que Não se Passa nada
Simplesmente Porque Não Vês o Teu Crescimento.
Não Esqueças Que
As Grandes Coisas Crescem em Silêncio.”
Buda

Desejo-vos um Lindo e 
Iluminado Fim-de-semana.
AnaMaria


MUITA LUZ!

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

ORAÇÃO CELTA


“No dia em que o peso se amortecer
Sobre o os teus ombros e tropeçares,
Que a argila dance para te equilibrar.
E quando os teus olhos se congelarem
Por trás da janela cinzenta,
E o fantasma da perda chegar a ti,
Que um bando de cores
Índigo, vermelho, verde
E azul-celeste,
Venha despertar em ti
Um campo cheio de alegria.
Quando a vela se esfiapar no barquinho
Do pensamento, e uma coloração
De oceano escurecer abaixo de ti,
Que surja por sobre as águas
Uma trilha de luar amarelo
Para te levar a salvo para casa.
Que o alimento da terra seja teu,
Que a claridade da luz seja tua.
Que a protecção dos antepassados seja tua.
E, assim que um lento vento
Tecer estas palavras de amor
À tua volta, um invisível manto,
Surgirá para zelar pela tua vida.”

       John O’Donohue

MUITA LUZ!

Imagem retirada de pesquisa na net, desconheço o seu autor.

segunda-feira, 19 de outubro de 2015

BONSAI SAGERETIA


NOME COMUM - Sageretia
NOME CIENTÍFICO - Sageretia theezans

CARACTERIZAÇÃO - Com origem no Centro e Sul da Ásia, pertence á família das Rhamenáceas.

Arbusto de folha persistente, verde brilhante, muito apreciado pela sua brotação primaveril que se torna de tom rosa quando bem exposta ao sol.

A sua casca renova-se continuamente, e vai caindo em camadas, que deixam a base do tronco com diferentes tonalidades, o que lhe confere uma especial beleza.

LOCALIZAÇÃO : No interior, podendo passar os meses quentes no exterior. É muito resistente e pode ser cultivada também no exterior, desde que protegida de geadas. Se o tempo for muito frio, pode-se comportar como caduca.

REGA : Tem um elevado consumo de água, principalmente na brotação primaveril, mas é importante que seque entre regas.

NUTRIÇÃO : De Fevereiro a Novembro com "Fertilbonsai" e "BioBonsai" todo o ano). Tem um elevado consumo de nutrientes e gosta de planos o mais completos possíveis. Como minimo, agradece reforços com "MicroBonsai".

PODA : A poda faz-se deixando crescer 6 a 8 folhas, e rebaixando depois pelas primeiras folhas.

TRANSPLANTE : Com "TerraBonsai-Folhosas" e "RhizaBonsai" em Abril/ Maio, com defoliação parcial.

ARAMAMENTO : Pouco usual, pode ser feito todo o ano, mas é muito quebradiça.



 Hoje venho falar do Bonsai da espécie Saregetia, este é da minha colecção particular. Tenho um carinho muito especial por este bonsai, deitaram-no fora e eu trouxe-o para casa há uns 7 anos atrás. Se observarem bem na foto dá para perceber que o tronco inicial do bonsai morreu e foi de um broto que nasceu já aqui em casa que eu tenho moldado e feito o bonsai actual. Este bonsai é um lutador, com muito carinho e direccionando à medida que vai crescendo, está a ficar um lindo bonsai, precisa ainda de muita coisa para o resultado ser excelente, como uma boa poda, que eu ainda não quis fazer, tenho deixado primeiro que ele fique mais vigoroso nas hastes, só vou podar como deve de ser para o ano. E já que esta espécie não é muito boa para armamento, vou guiando as hastes o melhor que posso. Com muita paciência vai se tornar um bonsai espectacular, há que nunca desistir de nenhum bonsai, apesar de eu já ter tido inúmeros casos de perda de bonsais, continuo a acreditar que se pode salvar sempre um bonsai, pelo menos tento sempre e os resultados são sempre uma merecida recompensa.

MUITA LUZ!   

Nota: informação sobre bonsais retirada de: http://www.luso-bonsai.com/nov.php?id=18

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

A MINHA FELICIDADE!


Hoje decidi escrever o que sinto sempre que muda a estação, sempre que passamos do Verão para o Outono. Bem, concordo que me deixa um pouco nostálgica e deprimida a falta de sol, os dias cheios de nuvens e chuvosos, dão-me realmente nos nervos. Sei lá, custa-me a habituar à ideia de viver sempre debaixo de dias cinzentos e mal-humorados, é como se de repente o tempo ficasse zangado e eu não entendesse porquê. Ainda tenho muitas flores nos canteiros, mas olho o horizonte e tenho vontade de guardar nas minhas mãos as flores abertas e de guardar em frasquinhos o seu perfume.
 Os dias começam a pedir aconchego, a pedir uma mantinha sobre os pés e isso sabe-me bem, confesso. Nestes novos dias mais curtos, gosto dos novos cheiros, do cheiro a terra molhada, do cheiro a castanhas quentinhas e até do cheiro das noites frias que se avizinha. A minha natureza indica-me que é a altura de recolha, de providenciar para o Inverno que se aproxima, e dou comigo de repente a ficar cheia de lãs e agulhas para tricotar nas noites longas e frias que se avizinham. Dou comigo a planear os serões com aquele cházinho e aquele bolo tão especiais, que me façam sentir mesmo em casa, também é claro, sempre acompanhada de um livro muito bem escolhido para me fazer telelivrar, daqui para outros lugares, muito distantes no tempo e no espaço. 
Apercebo-me agora de que gosto de muitas coisas. E há muitas coisas que me fazem feliz. A melhor delas é estar em casa a ouvir o barulhinho da chuva miudinha a bater nas vidraças, a cair lá fora. Simples, não? É, mas para mim são as coisas mais simples da vida as que me proporcionam mais prazer. Eu não me levo muito a sério, (Amo rir) e tento sempre acreditar que o propósito da nossa existência aqui é pura e simplesmente o da evolução, por isso tenho uma postura perante a vida descontraída, leve, simples, calma e cheia de compaixão por tudo o que me rodeia. Talvez por tudo isto que sinto cada vez que muda o tempo ou a estação do ano, eu também mudo. 
Mas há uma coisa em mim que nunca muda, é o facto de eu ser feliz. Porque a única coisa que posso carregar comigo e que me ilumina os meus dias, é a MINHA FELICIDADE!
Ana Maria

Votos de um lindo e Iluminado fim-de-semana.

MUITA LUZ!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...