terça-feira, 13 de fevereiro de 2024

DEIXAR IR

 


Aprendi que Nesta Vida
Temos de Deixar Ir, 
Amores que Já Não Funcionam
Amizades que já Não nos Servem
E Coisas que Já Nos Incomodam.
Aprendi Que Para Viver, Tenho de Escolher,
Entre o que os Outros Querem
E o que Realmente eu Preciso.
Aprendi a Gostar de Mim, Apesar de Muitos Não Gostarem,
Aprendi a Ser Feliz Sózinha,
Porque Nunca Ninguém se Fez Presente,
E na Ausência dos Outros
Encontrei-me a Mim Mesma.
Sou Irreverente, Sou Excêntrica, 
Inventiva, Extravagante e Intensa.
Aprendi que a Vida é Curta, Muito Curta
E que a Única Coisa que eu quero,
Nesta Vida,
E Que Eu realmente Preciso
É Simplesmente de Ser Feliz!
Só Isso.

Agora é Aplicar o que Aprendi e Deixar ir...
AnaMaria

MUITA LUZ!

PS: Imagem retrirada de pesquisa na net, desconheço o seu autor.

4 comentários:

  1. Linda poesia e são tantos os aprendizados pela vida afora! Basta saber colocá-los em prática e se for o caso, deixar ir.... beijos, tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Deixar ir minha amiga é sempre tão difícil, dolorido às vezes, mas temos que enfrentar, ciclos terminam, deixar ir é também uma forma de amar, se não faz bem a nós também não faz bem ao outro. Ser feliz deveria ser sempre a nossa meta, muitas vezes nos esquecemos de nos amar. Adorei ler este poema, falou muito com o meu interior. Obrigaduuuuu beijos.

    ResponderEliminar
  3. Olá, querida amiga Ana!
    Deixar ir é puro desapego e crescimento interior.
    Todo ser intenso temos que deixar ir... sentir a dor até o fim.
    Tenha um final de semana abençoado!
    Beijinhos com carinho fraterno

    ResponderEliminar
  4. P assagem para a vida
    A luz de Cristo Jesus
    S eja nossa guia
    C om amor por todos nós
    O amor venceu, enfim
    A vida ganha novo tom

    Abençoada Páscoa, querida amiga Mel!
    Beijinhos pascais

    ResponderEliminar

Obrigado, o seu comentario estará visível após aprovação.

BURACO NEGRO

  Existem Dias  Em que Me Sinto uma Deusa, Existem Dias Em que Me Sinto Selvagem e Indomável, Existem Dias Em que me Sinto uma Desgraça Comp...