quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

CHICO XAVIER


“O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum…
É Amar mais ou menos,
Sonhar mais ou menos,
Ser Amigo mais ou menos,
Namorar mais ou menos,
Ter Fé mais ou menos,
Ou Acreditar mais ou menos.
Senão a gente corre o risco
De se tornar,
Uma Pessoa mais ou menos”.
       Chico Xavier.


MUITA LUZ!
Imagem retirada de pesquisa na net, desconheço o seu autor.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

RECICLAR, O QUE DEVEMOS SABER.


CORES DOS ECOPONTOS EM PORTUGAL E NA EUROPA:
AZUL: Papel
VERDE: Vidro
AMARELO: Plásticos.

CORES DOS ECOPONTOS NO BRASIL:
- AZUL: Papel.
- VERDE: Vidro.
- VERMELHO: Plásticos.
- AMARELO: Metal.
- PRETO: Madeira.
- LARANJA: Resíduos Perigosos.
- BRANCO: Resíduos de Ambulatório e de Serviços de Saúde.
- ROXO: Resíduos Radioactivos.
- CASTANHO: Resíduos Orgânicos.
- CINZENTO: Resíduos que não são recicláveis, misturados ou contaminados, não sendo possível a sua separação.

A SABER:
O Que se deve colocar no Ecoponto AZUL:

- Caixas de cartão (se forem grandes desmonte-as antes), jornais, revistas, folhas impressas ou escritas à mão, cadernos usados, embalagens de cartão, embalagens de papel, papéis de embrulho, sacos de papel , envelopes(não é preciso retirar a janela), sacos de ração dos animais, caixas de bolachas ou cereais, caixas dos ovos, listas telefónicas e caixas de pizza limpas. Os livros escolares dos seus filhos, não deite no Ecoponto, simplesmente porque agora podem ser entregues nas escolas, no Banco de Livros, pois servem para outras crianças necessitadas cujos pais tem dificuldades em comprar, contribuindo assim para reciclar e ajudar quem precisa.

-Não Deve Colocar:
- Papel vegetal, papel prata, autocolantes, papéis sujos ou que contenham plástico, cadernos com lombadas de plástico ou pano, embalagens que tenham contido alcatrão, cimento ou produtos tóxicos, esferovite (isopor), fotografias, guardanapos de papel, papéis metalizados ou plastificados, papéis químicos e toalhetes.

O Que se deve colocar no Ecoponto VERDE:

- Boiões de vidro, copos de vidro, frascos, garrafas e vidros de todas as cores.

-Não Deve Colocar:
- Cerâmicas, cristais, espelhos, frascos de perfumes, lâmpadas, loiças, pirex, vidros de janelas, vidros de automóveis, vidros de farmácia (como as ampolas de medicamentos) ou hospitais e vidros planos.

O Que se deve colocar no Ecoponto AMARELO:

- Aerossóis vazios, copos de iogurte, caixas de plástico, embalagens de sumos, leite, as embalagens de conservas, (como salsichas ou atum, etc), esferovite limpa, garrafas de plástico, frascos de plástico, garrafões de plástico, pacotes e latas de bebidas, sacos de plástico, embalagens de manteiga, margarina ou banha, embalagens de plástico que tenham contido gorduras (a gordura no metal não inviabiliza a reciclagem) , ou pacotes de batatas fritas e tabuleiros de alumínio.

-Não Deve Colocar:
- Copos de plástico, electrodomésticos, embalagens de produtos tóxicos e perigosos, ferramentas, pilhas e baterias, tachos, panelas, tampas de sanitários, alguidares ou baldes de plástico e Cds ou DVDs usados.

Atenção que no BRASIL a diferença reside em que os Metais colocam-se no Ecoponto AMARELO e os Plásticos no Ecoponto VERMELHO.

PERGUNTAS E DÚVIDAS SOBRE COMO RECICLAR:

- Devo de lavar as embalagens antes de as colocar nos ecopontos?
Não é necessário, basta escorrê-las bem. Se as lavasse estaria a desperdiçar um bem precioso, a água.

- Onde reciclo o óleo da cozinha usado?
Nos OLEÕES, Recipientes instalados na via pública, no caso de no seu município ainda não haver, entregue as garrafas de óleo usado nos restaurantes aderentes. Se pior ainda, não existir mesmo nada no seu sítio, coloque a garrafa de óleo bem fechada no lixo indiferenciado.

- Onde posso colocar as lâmpadas? 
As lâmpadas incandescentes (são as lâmpadas existentes geralmente nas residências, são as lâmpadas mais antigas e de baixo custo. Possuem vários modelos, como a bolinha, a vela, a clássica transparente, a clássica branca e anti-insectos amarelas), estas podem ir para o lixo comum, as outras lâmpadas como as fluorescentes, e as modernas de baixo consumo energético, deve de colocar  no ELECTRÃO, existentes nos centros comerciais ou áreas de serviço. Caso não exista na sua área, entregue as mesmas onde comprar as novas. Não se esqueça que as lâmpadas contêm mercúrio, por isso poluem e contaminam o ambiente.

- E os Cds, DVDs, disquetes ou cassetes?
No lixo comum.

- As pilhas, onde coloco?
No PILHÃO existente nos ecopontos. Caso não tenha perto de si, entregue nos supermercados ou hipermercados, eles aceitam.

- Posso reciclar as rolhas de cortiça?
Sim, em Portugal  a QUERCUS, desenvolveu o Projecto GREEN CORK e criou o ROLHÃO, recipiente existente nos hipermercados e supermercados ou no Agrupamento de escuteiros da sua zona.

- Onde colocar os equipamentos electrónicos e eléctricos, com menos de 55 cm, como sejam os pequenos electrodomésticos, computadores ou telemóveis usados ou avariados?
No ELECTRÃO, também disponível nas grandes superfícies e hipermercados.

- Como reciclar os pneus do meu carro, motorizada ou bicicletas?
Em Portugal, existe uma empresa a A Renascimento, que possui três centros de recolha de pneus usados, No Porto, em Lisboa e no Algarve. Pode entrega-los directamente nestes centros ou em locais detentores de recolha da A Renascimento. Para mais informações consulte aqui: http://www.renascimento.pt/pt/?id=2253


Espero que este texto ajude a esclarecer algumas das dúvidas que geralmente as pessoas têm quando vão reciclar, vejo muitas pessoas sem saber qual o ecoponto correcto para colocarem os resíduos que separaram em suas casas. Também confesso que a maior parte das vezes não existe informação ou então a que existe não é correcta, ou está desactualizada.

Boas Práticas Ambientais, passam também pela reciclagem do nosso lixo e por uma maior consciencialização da pegada ecológica que nós deixamos no nosso dia-a-dia. 

É nesse sentido que devemos “atender às necessidades do presente, sem comprometer as necessidades das gerações futuras”.

Deixo aqui um link de Educação Ambiental, para crianças, muito divertido, com jogos e muita interacção.
http://www.escolovar.org/ambiente_jogos.htm

Lembre-se da Regra dos 3 Rs:
REUTILIZE, RECICLE E REDUZA!

MUITA LUZ!

domingo, 19 de janeiro de 2014

OS SONHOS


Eu não sei viver sem sonhar. Sem os meus sonhos o mundo seria mais pobre, mais triste. Os meus sonhos fazem-me rir. Bem, se eu não tivesse sonhado, eu não existia. As pessoas grandes deviam de continuar a sonhar, mas elas esqueceram-se de como o fazer. Perderam a memória das fronteiras do tempo, aquele tempo em que nada nos impedia de voar, de falar com os animais ou de nadar no espaço… Mas eu não, eu continuo a sonhar, a ouvir a voz do vento, os dedos da chuva e o abraço do sol. As pessoas procuram e não encontram o que procuram, porquê? Porque o que procuram está bem dentro de nós, a felicidade e o fim de todo o sofrimento só o conseguimos se sonharmos, porque o sonho é a Pedra Filosofal que tantos demandam, “o sonho comanda a vida e cada vez que o homem sonha, o mundo pula e avança como uma bola colorida, nas mãos de uma criança!”. Como descreveria os meus sonhos? Bem, são energia pura, como se fossem um grão de areia na palma da minha mão cheio de luz, prontinho a germinar. É como se a magia estivesse sempre presente e eu fosse capaz de tudo, e sou! Nos meus sonhos a vida adquire tons púrpura, lilases e transcendentais. É o êxtase da vida. O mundo morreria se eu deixasse de sonhar, não o vosso mundo, mas o meu. Agora imaginem bem, cada um de nós tem um mundo próprio, e se cada um de nós deixasse de sonhar? Morreriam muitos mundos por aí a fora e no fim, o Mundo Maior morreria por falta de sonhos e de fantasia, seriamos automáticos, programados. Quanto a vocês eu não sei, mas eu? Nunca vou deixar de sonhar, até porque um dia eu vou voltar a sonhar que estou de novo aqui, não acreditam? Então sonhem e verão o poder da magia…
MIA PÚRPURA


MUITA LUZ!
Imagem retirada de pesquisa na net, desconheço o seu autor.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

FORTE QUEDA DE GRANIZO EM LISBOA

Hoje em Lisboa, o raiar do dia começou com uma enorme trovoada, daquelas mesmo feias com muitos relâmpagos,
 depois foi uma coisa nunca antes vista aqui na cidade, várias zonas de Lisboa foram afectadas pela queda intensa de granizo.


Bolas gigantes de granizo com proporções que nos deixaram a todos literalmente de boca aberta.
No Concelho de Cascais, foi na zona da  Parede e no Concelho de Oeiras, foi na zona de Carnaxide. No Concelho de Sintra, foram atingidas Albarraque, Queluz e Cacém. Pelo menos é o que sabemos até ao momento. Não nevou mas foi parecido pois ficou tudo branquinho. É escusado dizer que se instalou o caos na cidade e os bombeiros não têm mãos a medir. Deixo aqui várias fotos que eu retirei da net, para fazerem uma idéia do dia de hoje em Lisboa e arredores.






Agora o que me preocupa é como é que eu logo vou para casa, porque o tempo vai-se agravar ainda mais com o cair da tarde. Bem, com um bocado de sorte, só chove muito, muitoooo e não vai cair mais granizo, é o que eu espero…
Desejo a todos um bom fim-de-semana.

MUITA LUZ!

Imagens retiradas da net, desconheço os autores.

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

MEDITAÇÃO - COMO MEDITAR


Palavras de Buda:
“ Bhikkhus, existem dois tipos de enfermidade. Quais? A enfermidade do corpo e a enfermidade da mente. Podem existir pessoas que afirmem desfrutar de saúde do corpo durante um ano, dois, três, quatro ou cinco anos. Por dez, vinte, trinta, quarenta ou cinquenta anos. E até mesmo por cem anos ou mais. Mas excepto aqueles que destruíram as impurezas, é difícil encontrar pessoas no mundo que possam afirmar desfrutar de saúde na mente, mesmo que seja apenas por um momento.”

Buda nos seus ensinamentos introduziu e ensinou como meditar com o objectivo de produzir um estado de saúde mental perfeito, equilibrado e tranquilo. A meditação Budista tem assim como principal objectivo purificar a mente de todas as imperfeições e impurezas, como sejam a raiva, ressentimentos, indolência, desejos, inquietações, dúvidas ou ódio. Pretende deste modo cultivar qualidades como sejam a boa vontade, a concentração, a inteligência, a faculdade de concentração, a alegria, a tranquilidade, a confiança e a atenção espontânea. Conduzindo assim o individuo a compreender a natureza das coisas tal como elas são na verdade, podendo atingir através das boas práticas e da meditação a sabedoria máxima.

Certo dia um homem perguntou a Buda:
“- Ouvi dizer que alguns monges meditam com expectativas, outros sem expectativas e outros ainda são indiferentes ao resultado. O que é melhor?
Buda respondeu:
- Quer eles meditem com ou sem expectativas, se tiverem as idéias erradas e os métodos errados, não obterão nenhuns frutos da sua meditação. Pense bem, imagine que um homem pretende obter algum óleo colocando areia numa tijela e depois salpicando-a com sal. Ele pode pressionar o que quiser, mas não obterá o óleo, pois aquele não é o método. Outra pessoa precisa de leite, começa a puxar pelos cornos de uma vaca jovem. Quer tenha ou não algumas expectativas, ela não obterá qualquer leite a partir dos cornos, já que não é esse o método correcto. Ou se alguém encher uma vasilha com água e a agitar para tentar obter manteiga, ficará com nada mais do que água. Mas pelo contrário se encher uma tijela com sementes de óleo e as pressionar, obterá óleo. Se apertar os mamilos a uma vaca, obterá leite. Se encher um recipiente com natas e o agitar, obterá manteiga. É o método certo.”

Muitas pessoas não sabem como devem de meditar ou qual a posição mais indicada, confesso que ainda hoje estou a aprender a meditar e a posição que adopto nem sempre é a mesma, depende de como me sinto. Convenhamos que o nosso corpo não foi feito para ficar várias horas na posição de Lótus, (sentada de pernas cruzadas), principalmente nós ocidentais, já que tal maneira de se sentar não faz parte da nossa cultura, por isso convém gradualmente ir habituando o corpo a ficar sentado no chão e cruzar as pernas, fazê-lo adoptando medidas drásticas pode dar maus resultados, se começar a sentir as pernas dormentes, levante-se e mexa-se. Também medito enquanto caminho, não temos de estar sempre sentados para o fazer. Quanto a como meditar, existem muitas e variadas formas de meditar, mas deixo aqui a minha experiência na prática de meditação, se a sua expectativa é de que vai fechar os olhos e não vai pensar em nada, está redondamente enganado, pois vão surgir sempre pensamentos na nossa mente a todo o instante (a conta da luz para pagar, o que vou fazer para o jantar…). Tal como Buda disse, temos de ter o método certo, para mim ele consiste em tranquilizar a mente e deixe ir esses pensamentos, quando surgir um pensamento desses, relaxe, inspire e expire e vai ver que esse pensamento já foi embora. Vem outro? Faça o mesmo, tente concentrar-se simplesmente em ouvir o som da sua respiração e sinta-se calmo e tranquilo, os pensamentos irão desaparecer gradualmente sem você se dar conta disso. Comece com 5 minutos, parece-lhe pouco? Mas vai ver que não é e gradualmente vá aumentando para 10 minutos, 15 minutos. Daqui a algum tempo já será capaz de meditar durante bem mais tempo.

O importante é dar oportunidade a nós mesmos nesta correria de vida que temos, de desligar o interruptor e ficar em modo off, durante uns minutos do nosso dia. Muito importante é também nunca desistir, segundo o próprio Buda, se lhe é difícil ouça ou repita baixinho um mantra, (ou trauteie uma melodia que lhe agrade), mas nunca desista.

“Não há necessidade de desistires” disse Buda. “Não deves de abandonar a tua busca pela libertação, apenas porque te pareces estúpido a ti próprio. Podes abandonar toda a filosofia que te foi dada e em vez disso, repetir um mantra – um que irei agora dar-te.”

Meditar ajuda a controlar a ansiedade, a tensão arterial, é anti stress e melhora a acção do nosso sistema imunológico , entre outros tantos benefícios, já comprovados pela ciência. É grátis, e não custa nada. Do que é que está à espera?

Eu acredito que meditar ajuda-nos a melhorar a nós mesmos e ao mundo!

MUITA LUZ!

Imagens retiradas de pesquisa na net, desconheço os seus autores.

sábado, 11 de janeiro de 2014

A PSIQUE...


“O Planeta Psíquico é tão complexo que pode mudar as leis da matemática: a adição pode gerar diminuição, a multiplicação pode gerar contracção.
Só não entende esses paradoxos,
Quem nunca se ariscou a explorá-lo”.
Augusto Cury


MUITA LUZ!
imagem retirada da net, desconheço o autor.

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

SABER A HORA CERTA...


É Preciso Aprender a Ouvir,
Para que Saiba a Hora Certa,
De Calar ou Falar.
Porque Ficar Calado,
Quando o Outro Espera Ouvir,
Uma Palavra Amiga,
É Covardia.
E Falar Quando o Outro Só Precisa de Silêncio
É Arrogância.


MUITA LUZ!

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014


"Se nós progredirmos o mundo progride.
Como tu és, o mundo é.
Sem compreender o Ser qual é a utilidade de compreender o mundo?
Sem o Autoconhecimento, o conhecimento do mundo não tem qualquer utilidade.
Mergulha internamente e encontra o tesouro escondido aí.
Abre o teu coração e vê o mundo através dos olhos do verdadeiro Ser.

Destrói os véus e vê a magnificência divina do teu próprio Ser"

Sri Ramana Maharshi

MUITA LUZ!
Imagem retirada de pesquisa na net, desconheço o seu autor.

domingo, 5 de janeiro de 2014

O VALE DE JIUZHAIGOU - PARAÍSO AMEAÇADO.


Jiuzhaigou significa “Vale das Nove Aldeias” porque neste sitio existiram em tempos mesmo nove povoações, actualmente é mais um aglomerado de 80 hotéis, todos concentrados no mesmo local, um vale em forma de “Y” com cerca de 30 km localizado nas Montanhas MIN, na região central da China. É neste espaço que 280 autocarros aguardam a sua vez para poderem transportar os 18 mil turistas diários, pela magnífica estrada acima, passeando ao longo de uma cadeia de lagos e de cascatas estreitas, sob escarpas tortuosas cheias de florestas de Bambú e de Áceres ou Espruces. Os glaciares escavaram os dois vales que se reúnem ao vale de Shuzheng, designados por Zechawa e Rize, cujo ponto mais alto se localiza a 3 mil metros de altitude. As falésias desencorajam escaladas fortuitas, mas não conseguem distrair a vista dos visitantes da deslumbrante beleza calcária que das humildes vias fluviais que deslizam por baixo. A geologia desta zona do Planalto do Tibete, é modelada por antigos fundos marinhos, sendo que a dissolução dos seus calcários dá por isso uma cor verde-esmeralda ou mesmo azul-turqueza a uma certa luz, e noutras ocasiões aumenta o efeito de espelho do céu cor de anil.
 Em Jiuzhaigou, neste pequeno mas encantador complexo de lagos cromáticos em vales rasgados pela sovela dos glaciares, já quase não existem os pandas que outrora aqui prosperavam, são actualmente aclamados pelo governo como um “tesouro nacional”, mas estes animais foram deslocados maciçamente pelo furor dos madeireiros e pela extinção do bambú durante as últimas décadas do séc.xx.
Só muito recentemente é que a República Popular da China, proibiu que fossem servidos petiscos tais como, patas de ursos nos banquetes de estado, foi mais ou menos na mesma altura em que S.S. Dalai Lama, no exílio na Índia, incentivou os seus seguidores a deixar de vestir peles de tigre e de leopardo. No entanto nenhuma ética de conservação se gera na República Popular da China, por decreto. O chefe da equipa de cientistas de Jiuzhaigou, afirma que ainda hoje é possível encontrar peles de leopardo-das-neves à venda, sem ocultação na cidade vizinha de Songpan, por cerca de 75 euros, o equivalente a um salário de um mês para um operário.

De alguma forma não é possível deixar de lamentar que seja preciso transportar até aqui milhões de pessoas, para verem este pequeno paraíso de águas prístinas e esplendorosas, onde as aves de penugem colorida esvoaçam pelos ares ao sabor da brisa suave das montanhas, sob o imenso céu do Planalto do Tibete, para fortalecer uma política nacional, destinada a tentar salvar algo, antes que desapareça por completo. Mas como será possível organizar milhões de pessoas numa fila, para poderem apreciar a paisagem bravia sem a destruírem? Poderiam ser preservados se a República Popular da China, declarasse os lagos sinuosos e as cascatas deste vale como símbolos imperiais das dinastias esquecidas na Cidade Proibida de Pequim, em vez de serem aproveitados para o turismo e como fonte de receitas. 
Convém lembrar que o Vale de Jiuzhaigou, é considerado um Património Mundial da UNESCO na China. Não só pela sua enorme variedade de ecossistemas de florestas bem diversos, como também pelas cerca de 140 espécies de pássaros que habitam o vale, muitas variedades de plantas e espécies de animais, que se encontram em vias de extinção. Como é o caso do Panda Gigante e do Takin de Sichuan (Burdocas taxicolor) um capríneo do leste dos Himalaias, entre outros.

Se nos considerarmos superiores a todas as outras formas de vida, mostrando que somos capazes de prescindir delas, se ninguém liga aos poucos peixes que restam sem ser em lagoas de aquicultura, às cristas montanhosas sem turbinas eólicas nos cumes, aos campos nevados ou às cotovias-dos-prados, então as poucas pessoas que ligam mesmo e que querem descansar da confusão urbana, poderão ver-se forçados a comprar filmes de vida selvagem para verem nos seus ecrãs. 
É de lamentar que tal como os felinos são presença obrigatória nos jardins zoológicos o mesmo acontecerá a muitas outras espécies como o Panda Gigante, que será criado em cativeiro depois que as árvores de que se alimentam desaparecerem, 
à semelhança das réplicas dos Mosteiros Tibetanos, com fachadas correctamente reproduzidas, mas infelizmente sem Monges no seu interior.
 Ensaio de Edward Hoagland “Rumo ao Paraíso Industrializado”,
publicado na National Geographic de Março de 2009.

MUITA LUZ!

Todas as imagens foram retiradas de pesquisa na net, desconheço os seus autores. 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...