segunda-feira, 18 de maio de 2015

ORIGEM DO TAOISMO E LAO TSÉ


Segundo lendas e tradições chinesas, o vale do Rio Amarelo era habitado desde 3000 a.C. por agricultores e artesãos que cultivavam milho e criavam aninais, tias como porcos, cabras e cães. Já dominavam a técnica do bronze, que utilizavam para o fabrico de armas e utensílios que necessitavam na sua vida quotidiana. Tal como os Egípcios desenvolveram técnicas que lhes permitia controlar o regime das águas, como a construção de diques e canais de rega. Os chineses consideravam-se autóctones, oriundos da “Grande Planície” da bacia inferior do Hoang-Ho. Descendendo muito provavelmente dos povos da Ásia Central e da Mongólia. Ao longo do tempo, foram formando pequenos estados independentes, mas rivais entre si. Ameaçados pelos Mongóis, um povo de forte tradição guerreira, unificaram-se juntando-se e constituindo um só Império sob a Dinastia de Chou. Nesta altura a família era a base da sociedade chinesa e desempenhou um papel crucial tanto na organização política, como na unidade religiosa e ainda na educação moral. O primeiro soberano Chou foi WU WANG, que fundou várias escolas e hospitais. As principais actividades foram o cultivo do arroz, o fabrico da seda, a cunhagem de moedas e a regularização do calendário, entre outras. Durante os vários regimes monárquicos, os Imperadores eram considerados “Filhos do Céu”, intermediários entre a divindade e o povo. Mas na realidade a autoridade política dos seus ministros letrados era bem maior que as suas. Os Mandarins, era o título dado aos administradores, que organizavam todo o trabalho da população, fixavam os preços a pagar, estabeleciam os calendários das actividades e das festas. Escreviam ainda tratados comerciais muito importantes na época e poesia, tendo mesmo aprimorado a caligrafia sobre tábuas de bambu e de rolos de seda. Com a deterioração da Dinastia Chou, começou então a surgir todo um sistema de estados feudais com alguma ligação entre si, mas que se empenhavam fortemente em sucessivas guerras, piorando deste modo drasticamente a situação da população em si. O que originou a que o povo estivesse cada vez menos disposto a submeter-se a jogos de poder e a sofrer silenciosamente, é neste contexto que surgem as “Cem Escolas”, sendo que a maior parte delas não prevaleceu no tempo, mas os Mestres de duas delas destacaram-se e 2 000 anos depois ainda têm uma forte influência na sociedade chinesa e não só. São eles Confúcio e Lao Tsé. Confúcio, foi um Mandarim que terá vivido entre 551 e 479 a.C sendo o iniciador de uma Doutrina segundo a qual se conseguia a sabedoria seguindo a experiência e os ensinamentos dos seus antepassados e dos grandes monarcas. Possivelmente contemporâneo de Confúcio, Lao Tsé foi sem dúvida um dos mais elevados seres dentre os que habitaram na terra. 
A história de vida pouco conhecida de Lao Tsé, vou deixar para outro dia, visto que hoje já me entusiasmei um pouquinho. 

Deixo-vos aqui um dos pensamentos do grande Mestre:

“Os viajantes sábios não deixam rasto.
As palavras sábias não deixam mancha.
Contas certas não necessitam de instrumentos.
As portas bem feitas não se deixam trancar,
Mas também não se deixam abrir.
Um nó bem dado não precisa de corda,
Mas também não se consegue desatar.

Assim,
O sábio salva sempre as pessoas,
Não rejeitando ninguém,
Nenhum ser é abandonado.
Esta é a prática de voltar à luz.

Assim,
Aquele que é bom
É o guia daquele que o não é;
E aquele que não é bom
É o campo de trabalho do homem bom.

Ficarão perdidos
Aqueles que não veêm valor no Mestre
E também os que não cumprem os seus deveres.

A isto podemos chamar o mistério maior.”
Lao Tsé


MUITA LUZ!

Fontes: Imagem retirada de pesquisa na net, desconheço o seu autor.
Texto sobre o taoísmo, extraído de livro “Taoísmo”da autoria de QuidNovi.

8 comentários:

  1. Ana Maria,

    Que bom ler este texto.
    Sou curiosa, sei pouco, mas não profundamente.
    Salvando para novas pesquisas.

    Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Sissym.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  2. Um belo texto minha amiga e é incrível como passados mais de dois mil anos certos textos e pensamentos ainda continuam actuais e a dar muito que pensar.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Amigão e votos de continuação de uma boa semana para si também.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  3. Eu sempre aprendendo com você querida Ana Maria.
    Adorei ler você, beijinhos no coração.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saudades Maria Teresa, obrigada amiga.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  4. Gostei muito, pois trouxe-me conhecimentos que eu não possuía.
    Feliz semana,
    Él.ys.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Élys, ainda bem, sempre aprendemos muito uns com os outros por aqui. Votos de uma Iluminada semana para você amigo.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar

Obrigado, o seu comentario estará visível após aprovação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...