quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

SHAKESPEARE


“Nenhum momento em nossa existência deveria de ser passado sem algum tipo de prazer.”

Shakespeare

MUITA LUZ!

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

PRECE TIBETANA


“Que possa você ter Paz, para que o seu coração permaneça aberto.
Que você possa despertar para a luz da sua própria e verdadeira natureza.
Que você seja curado, para que possa ser uma fonte de cura para todos os seres”.

Prece Budista Tibetana.


MUITA LUZ!

sexta-feira, 2 de janeiro de 2015

BANDEIRAS DE ORAÇÕES TIBETANAS


As Bandeiras de Orações são um costume Tibetano introduzido por um discípulo de Buda quando este ensinou aos seus discípulos a imprimir as orações e mantras em pedaços tecido, através de blocos de madeira gravados. Mas a história das bandeiras de orações remonta muito antes, quando se conta que Buda recitou uma prece e essa prece foi decalcada em tecido e erguida aos ventos nas bandeiras de batalha entre dois povos em guerra. Diz-se que a Paz foi de imediato restabelecida.

“Dar Cho” (bandeiras de orações) em Tibetano significa “Dar” aumentar a vida; a fortuna; o conhecimento; a saúde e a prosperidade. “Cho” significa todos os seres vivos.

A prática de hastear bandeiras de orações não é um ritual, nem muito menos uma espécie de superstição, uma vez que a prática de imprimir textos sagrados antigos e ensinamentos é feita com uma intenção pura, então só por si é uma fonte de energia positiva que irá produzir efeitos benéficos e positivos quando o vento entrar em contacto com as bandeiras, também porque o vento ao entrar em contacto com os símbolos sagrados, espalha por todo o lado os nossos votos com o resto do mundo e assim espalha a sua energia positiva. As orações budistas, mantras e símbolos sagrados produzem uma vibração espiritual que é activada pelo vento através da sua energia natural e transportada por este através do espaço. As bandeiras de orações são assim penduradas para o bem-estar e felicidade de todos os seres sencientes, criando deste modo um enorme campo difundido de energia positiva.

Tradicionalmente as Bandeiras de Orações são erguidas ao ar livre para que as nossas preces sejam levadas e recitadas pelos ventos através de longas distâncias. Estas bandeiras podem ser encontradas e vistas ao visitar sítios sagrados, stupas, mosteiros e mesmo junto a habitações por todo o Tibete.

As Bandeiras de Orações têm 5 cores:
Azul – que representa o Espaço, o Céu
Branco – que representa o Ar, as Nuvens
Vermelho – que representa o Fogo
Verde – que representa Água, a Natureza
Amarelo – que representa a Terra.

Os símbolos impressos são muito variados e vastos, mas o mais usado é sem dúvida o “Cavalo de Vento – LUNG TA que representa a boa sorte e a energia da vida.

É costume dizerem que “quando os cavalos de vento, tremulam ao vento, então todas as nossas preces e mantras são levados aos céus com a intenção de beneficiar todos os seres sencientes”.

As bandeiras de Orações são um apelo silencioso ao ser maravilhoso que habita dentro de cada um de nós, uma presença sonora desencadeada pelo vento que se torna uma constante presença nas orações feitas diariamente. 
No Tibete são consideradas sagradas pelo facto de terem impressos símbolos e textos sagrados devendo por isso ser tratadas com respeito. Nunca devem de ser colocadas no chão, nem deitadas no lixo. Para se desfazerem de bandeiras de orações gastas, os Tibetanos tradicionalmente queimam-nas para que o fumo possa ainda levar as suas bênçãos aos céus.  

Ergo as minhas Bandeiras de Orações neste novo ano de 2015, para que as minhas preces sejam levadas pelo vento, espalhando assim as minhas intenções de Paz em benefício de todos os seres e de toda a humanidade.
AnaMaria


Muita Luz!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...