terça-feira, 28 de julho de 2015

PITOHUI –O 1º PÁSSARO VENENOSO DESCOBERTO NA PAPUA NOVA GUINÉ

Foi descoberto em 2013 nas florestas da Papua Nova Guiné, um pássaro fora do normal, que possui uma defesa química única na história das aves. Durante a sua expedição às florestas da Nova Guiné, Jack Dumbacher, investigador da Academia de Ciências da Califórnia, foi arranhado por uma ave muito colorida e diferente. Tratava-se então de uma das espécies de Pitohui, o 1º pássaro venenoso a ser documentado na história do nosso planeta. 
Dumbacher sentiu ele próprio os efeitos da toxina existente nesta ave, quando ao sentir dor na mão após ser arranhado pelo pássaro, levou a mão à boca e chupou o dedo, foi exactamente nessa altura que começou a sentir a boca dormente, a formigar e a queimar, quando foi alertado por indígenas da região de que se tratava de uma ave venenosa (ainda então desconhecida da ciência, mas largamente conhecido das populações indígenas).


De acordo com os cientistas, o veneno desta ave encontra-se localizado na sua pele e nas suas penas. É uma toxina chamada homobatracotoxina , que também se pode encontrar nos sapos da América do Sul, mas em muito menor quantidade e que possui a capacidade de provocar paralisia nos seres vivos, incluindo nos músculos do coração, podendo mesmo em quantidades maiores provocar a própria morte.

O Pitohui utiliza esta toxina para se defender dos seus predadores, ou para caçar. O envenenamento ocorre quando a homobatracotoxina entra em contacto com a boca, olhos, mucosas nasais ou através da pele ferida da vítima e que quase instantaneamente começa a sentir dormência e paralisia no local tocado pelo pássaro. O factor mais curioso é que o facto de eles possuírem este veneno, se deve à sua alimentação, visto que o Pitohui se alimenta quase exclusivamente de besouros da família Melyridae os quais são só por si uma fonte poderosa da toxina homobatracotoxina. O mesmo factor comum existe com os sapos da América do Sul, pois consomem os mesmos insectos.

Os cientistas alertam para que nem todas as espécies de pitohuis são necessariamente venenosas, dando instruções de que as aves que possuem as cores mais escuras são as mais perigosas. No entanto fica aqui o alerta, apesar de lindas e magníficas, se der de caras com um desses pássaros na dúvida, fique bem longe deles, afinal ficar paralisado mesmo que por instantes não compensa, não é mesmo?

MUITA LUZ!

Fotos retiradas de:



1 comentário:

  1. Muito interessante este pássaro e como nós ainda em pleno século XXI desconhecemos muitas coisas no nosso lindo e belo planeta.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar

Obrigado, o seu comentario estará visível após aprovação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...