segunda-feira, 9 de junho de 2014

A AUTO-AJUDA E NÓS!


Hoje eu quero falar de amor, simplesmente falar. Não de nenhum amor em especial, mas de todos em particular. Essencialmente falar do nosso amor, desamor e etc e tal. Porquê? Bem, porque tenho dias em que gosto muito de mim, tem outros em que eu me sinto horrível, toda a gente é assim, mas falar disso é bom, faz bem. Existem muito livros de auto-ajuda, ui! Imensos. Cada vez que vou a uma livraria, lá estão a olhar para mim nas prateleiras, bato os olhos nos títulos, nas capas sugestivas e começo o meu diálogo interior. Eu costumo pensar para mim, que nem é preciso comprar nenhum exemplar, basta ir lendo os títulos, respirar fundo e pausadamente e o milagre da nossa renovação começa a acontecer. Nunca deram por vocês nesta situação? “Aprenda a dizer não”, “Comunique com o seu eu”, “Conecte-se com o seu interior”, são algumas das frases que supostamente nos levariam à descoberta do nosso outro eu, mas não. Comigo não funciona assim, é que eu já sei de côr toda a ladainha, e sei que digam aquilo que disserem nós temos um timing, tudo tem um tempo para as coisas acontecerem. Não basta nós querermos, não chega, tem de ser o timing exacto para acontecer. Se não for na altura certa, esqueçam. Eu até quero comer melhor, ter um estilo de vida mais saudável e desperto, mas simplesmente agora não consigo.
 Tenho tentado não comer isto ou aquilo, deitar mais cedo, levantar mais cedo ainda, fazer exercício, mas nada, nadinha disto funcionou, porquê? Eu costumava perguntar-me, porquê eu? Se a minha amiga e a amiga dela, conseguiram fazer aquela dieta e emagrecer, porque é que eu não consigo, espero meses pelos resultados, passo por stress, altero o meu dia, sofro e esfolo-me e nada. Ontem, deitada na cama (é o melhor sítio para se ter uma epifania), fez-se luz, castigar-me a mim própria, ser a minha pior carrasca, não adianta mesmo. Percebi que não é o tempo de ficar mais magra, de ter muito mais energia ou de simplesmente me achar uma beleza, porquê? Bem, porque sou humana, porque tudo tem um tempo, porque temos de ter paciência connosco mesmos, porque talvez, a nossa vida nesta altura esteja muito complicada e sob stress e porque eu mereço estar preguiçosa e gorda. Sim, ouviram bem, Gorda, sem culpas nem desculpas. Escrevi este desabafo a pensar em todas nós que nos culpamos pela nossa aparência, pela nossa pouca energia, quando parecemos uns polvos e fazemos mil e uma coisas todos os dias. Desdobramo-nos em respostas, carinhos e acções, resultado? Ficamos sempre para depois, mudar isso nem pensar, é típico e está enraizado nos nossos genes, por isso não mudem nunca. Mudem sim a forma como se tratam, e amem, amem muito as vossas pessoas, gordas, magras, preguiçosas, dorminhocas, trapalhonas ou inventivas, mas amem pelo Amor de Deus. Sabem porquê?
 
Simples. Quando nós nos aceitamos a nós mesmas tal e qual como somos, numa determinada fase da nossa vida, tudo corre melhor. A auto-ajuda é isso mesmo, e a receita para começar a mudar a forma como se vê, é aceitar-se assim mesmo, sem truques, sem desculpas nem faço amanhã. E não pense que tudo muda de um dia para o outro, é progressivo e lento, milagres desses não há, lamento. Você tem de investir em si e tentar tantas vezes quantas seja preciso até conseguir a paz que você tanto quer e a harmonia tão desejada, se não der certo à primeira dá à segunda, tanto faz o mérito vai ser sempre seu, por nunca ter desistido e ter tentado.
E porque quando nós nos amamos o Mundo fica mais bonito, fica melhor, mais humano e mais alegre.
Divirtam-se e aproveitem cada momento, pois a vida só vale a pena quando é bem vivida, MESMO!

MUITA LUZ!

11 comentários:

  1. É mesmo isso! Nós sabemos que é... :)
    Beijinhos, mana.
    Lita

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é mana, sabemos mesmo bem...
      Beijinhos de lavanda!
      Ana Maria

      Eliminar
  2. Ana, que excelente texto! Eu sempre lutei com a balança....sei bem do que está falando. Mas concordo que tudo tem sua hora e o sucesso depende de outras coisas,além da vontade: idade, metabolismo, orientação na alimentação, exercicios...fiquei 2 anos sem fazer nada e engordei á jato,mas o ano passado recomecei a fazer exercicios e procurei ajuda médica. Muito lentamente tenho emagrecido. Foram dez quilos em 6 meses. Acho pouco,mas é a idade,o metabolismo...e olha que me exercito todo dia! Ás vezes desanimo tb! Mas não posso deixar a peteca cair...rss...bjs e boa semana pra vc,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anne, é assim mesmo amiga, tudo tem o tempo certo para resultar, que de momento não é o meu, rsrsrs.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  3. Adorei a tua postagem, uma crônica excelente e realmente você tem toda razão, a razão está em nos aceitarmos como somos e nos amarmos, muito boa mensagem, obrigada pelo carinho em minha página, dia o9 já está terminando, mas eu sei não faz diferença, ser 9 ou 10 nada muda, beijos Luconi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Querida amiga, fico mesmo muito feliz com a sua visita. Eu sei que ser dia 9 ou 10 é igual, pois o coração não tem calendário, não é mesmo?
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  4. E assim seu texto veio como uma bela auto ajuda, para parar,pensar e agir. Nada de escravidão do modismo e libertar-se do tem que ser assim. Primeiro estar de bem com a vida e para isto começa dentro de cada um no aceitar-se.
    Eu tenho certas restrições com tais livros e penso que tudo passa pela nossa cabeça, a qual temos a todo custo buscar conhecer e conciliar.
    Belo trabalho Ana.
    Meu carinhoso abraço de toda paz.
    Beijo no coração amiga é um prazer fazer parte desta grande família que construimos na blogosfera e tenho belos amigos por Portugal.
    Seja bem vinda e ja sigo por aqui sua linda pagina.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada António, é um prazer mesmo fazer parte desta família linda, sabe eu também tenho amigos do coração aí no Brasil. Grata pela sua visita.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  5. Vim te ler um pouquinho, faz-me bem, beijos Luconi

    ResponderEliminar
  6. Oi Mia,
    que delícia ler esse texto, eu uma gordinha que sempre lutei com a balança e ela comigo. Eu venci, rs , para ser feliz
    se você está bem consigo, se os quilinhos não te elevam a pressão arterial, então deite e sonhe com dias felizes. Ninguém pode nos amar melhor que nós mesmos!
    Livros de auto ajuda, eu costumo brincar, ajudam é os escritores que os vendem (claro que nem sempre é assim, rsrs)
    Foi um prazer estar aqui
    bj
    Zizi

    ResponderEliminar

Obrigado, o seu comentario estará visível após aprovação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...