sexta-feira, 26 de dezembro de 2014

PARÁBOLA DE BUDA E UM MALFEITOR


Conta-se que Buda, antes de se elevar aos cimos celestiais, visitou os círculos inferiores da espiritualidade a fim de irradiar a Sua luz e energia para os corações dos impenitentes daquelas regiões sem luz.   
          Quis a Providência Divina que o Mestre se defrontasse com um conhecido malfeitor das redondezas onde Ele vivera, cuja fama de mau espalhara o terror nos corações simples dos habitantes locais.  
          No fundo de um poço escuro e lamacento, revolvendo-se em agonia na companhia de seus asseclas, o facínora viu a Luz do Buda aproximar-se e bradou angustiado:
          - Senhor, por misericórdia, tira-me daqui!
          O Buda fixou por um instante o infeliz metamorfoseado em sua loucura e, tomado de compaixão, falou-lhe:
           - Conheço-te a fama, irmão. Ignoraste todas as lições do Bem que espalhei nos caminhos que trilhei e criastes para ti mesmo, com teus tresloucados actos, este abismo de sofrimento que agora te consome. Fez uma pequena pausa e continuou:
           - Mas, hás de ter feito algum bem em tua vida, pois não é possível que alguém seja totalmente mau. Anda... procura em tua mente, a fim de que eu te possa ajudar.
           Enquanto o Buda esperava pacientemente na borda do poço, o malfeitor pressionava-se duramente para descobrir algum acto de bondade que houvesse praticado. Mas, tudo em sua mente parecia ser só maldade. O Buda fez então um gesto de se retirar quando, de repente o malfeitor recordou que certo dia, a caminho de um assalto, evitara pisar numa pequena aranha que se colocara em sua passagem.   
          - Mestre! Falou pressuroso. Certo dia evitei pisar em uma aranha que atravessou o meu caminho...
          - Muito bem! Disse o Buda. O Amor deve ser pago com amor. Que a aranha retribua o benefício!
          Imediatamente surgiu na beira do poço uma pequena aranha, que celeremente teceu um ténue fio de seda até o fundo do poço. Rapidamente, o malfeitor agarrou o fio com toda firmeza e começou a subir por ele, admirando-se de sua resistência.
          Quando já se achava a meio, notou que um cacho humano, formado pelos seus antigos asseclas, também tinham começado a escalar pelo fio. Temeroso de que este se partisse, bradou fora de si:
           - Larguem... larguem o fio. Ele é meu!  
           Imediatamente o fio, que até então havia suportado todo o peso, como se ele não existisse, partiu-se, precipitando-os a todos novamente no abismo, onde consta que permaneceram largos anos culpando-se uns aos outros, em meio a grandes tormentos.
           Havia, porém, uma lição a ser aprendida. E antes de se retirar o Buda comentou:

          - Infelizmente, vocês ainda não estão preparados para usufruir dos benefícios do amor. Por isso, o fio partiu-se. Aprendam a lição: os liames do egoísmo são frágeis, mas o fio da caridade, mesmo sendo ténue, jamais se rompe.

MUITA LUZ!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

HOMENAGEM AOS MEUS QUERIDOS AMIGOS QUE PARTIRAM

Hoje quero deixar aqui homenagem a estes três amiguinhos meus que partiram para a Ponte do Arco-Íris. A minha menina tartaruguinha SHANTI, o meu Canário GOMPA PIRIRI e o meu Rouxinol do Japão, o MYAGUI. 



Para quem não sabe o que é a Ponte do Arco-Íris, que eu publiquei quando o meu menino o KEMPO NORBU partiu, eu volto aqui a publicar. 


A PONTE DO ARCO-ÍRIS (Publicado em 14/10/11)

Neste lado do céu existe um lugar chamado
a Ponte do Arco-Íris.
Quando um animal que era especialmente muito ligado a alguém aqui na terra morre, esse grande amigo vai para a Ponte do Arco-Íris.
Lá existem muitos campos e colinas verdejantes onde os nossos especiais amigos podem correr e brincar todos juntos.
Existe lá muita comida, água e raios de sol, por isso os nossos amigos estão quentinhos e confortáveis.
Todos os animais que estavam doentes ou velhinhos, estão com a sua saúde restaurada.
Aqueles que passaram por muito sofrimento e dor, estão de novo fortes e vivaços, tal como nos lembramos deles em bons momentos passados juntos.
Os animais estão contentes e felizes excepto por uma pequenina coisa, eles sentem a falta de alguém muito especial para eles, que tiveram de deixar para trás.
Os nossos amigos brincam muito e correm e saltam todos juntos e contentes, mas chegará o dia em que de repente eles fixam o olhar à distância.
Os seus olhos vão brilhar e os seus corpinhos vão tremer.
De repente eles vão começar a correr e a afastar-se do grupo, voando bem sobre a relva verdejante, as suas perninhas transportam-nos cada vez mais rápido e mais rápido.
Nós vamos ficar iluminados de Felicidade, quando finalmente nós e os nossos amiguinhos nos encontrarmos de novo, vamos correr e saltar em plena comunhão,
Para que nunca mais nos separem de novo.
Um beijinho de Arco-Íris iremos sentir na nossa face, as nossas mãos irão acariciar os nossos amigos e eles vão olhar para nós mais uma vez com aqueles olhinhos doces e cheios de confiança e amor.
Eles que estiveram tanto tempo fora das nossas vidas, mas nunca fora dos nossos corações!
Então nessa altura nós e os nossos amigos
Iremos atravessar juntos a Ponte do Arco-Íris.

Até um dia Kempo Norbu, Shanti, Gompa Piriri e Myagui, onde com certeza nos voltaremos a encontrar na Ponte do Arco-Íris e nessa altura vou voltar a apertá-los muito bem junto do meu coração, onde ainda se encontram e iremos ficarmos juntos para sempre!
AnaMaria

MUITA LUZ!

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

SABEDORIA ORIENTAL


“Quando um pássaro está vivo ele come as formigas, mas quando o pássaro morre, são as formigas que o comem.
O Tempo e as circunstâncias podem mudar a qualquer minuto.
Por isso, não desvalorize, nem magoe ninguém à sua volta.
Você pode ter poder hoje, mas lembre-se:
O tempo é muito mais poderoso do que qualquer um de nós!
Uma árvore faz um milhão de fósforos, mas basta um fósforo para queimar um milhões de árvores.
Portando, seja bom. Faça o bem.”
(Sabedoria Oriental)


E como diz um antigo provérbio chinês:
“Podemos escolher o que semear,
Mas somos obrigados a colher sempre aquilo que plantamos.” 

Namasté

MUITA LUZ!

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

FÁBULA DO RELÓGIO


Conta a lenda que, numa antiga relojoaria famosa e muito frequentada, existiam muitos relógios belos e recém-construídos. Os relógios tinham diversos tamanhos, cores e formas. Um dos relógios que acabara de sair da fábrica já estava cansado de ficar naquela loja triste; naquele local fechado, sem luz e sem vida. Então, ele disse aos demais:

- Vou trabalhar melhor do que todos vocês, pois assim virá um comprador e me levará daqui o mais rápido possível.


O jovem relógio então começou a tentar realizar seu trabalho com toda a eficiência possível. No entanto, ele estava com muita pressa de mostrar serviço, e no ímpeto de seu desejo por produtividade, acabou adiantando os seus ponteiros e marcando as horas erradas. Outros relógios fizeram a mesma coisa. Com pressa de mostrar serviço para atingir seus objectivos de serem escolhidos e apreciados pelos compradores, adiantaram-se também bastante. Alguns chegaram a avançar 2 ou 3 horas do tempo real. Havia também os jovens relógios que eram mais preguiçosos, e faziam corpo mole. Esses de tanto desânimo e moleza, acabaram por se atrasar. Alguns deles estavam tardios em 2 horas ou mais. Outros relógios mais jovens não queriam sequer trabalhar, e antes mesmo de serem vendidos já estavam com seus ponteiros parados, sem marcar a hora.

Havia, no entanto, alguns relógios que não tinham nem pressa nem preguiça, não estavam desejosos em serem comprados por ninguém e procuravam apenas entrar em harmonia com o seu ritmo natural. Dessa forma, conseguiam sempre marcar as horas correctas. Eles sentiram que bastava apenas serem naturais e pontuais, seguindo os seus próprios ritmos, e em sintonia real com o passar do tempo. Esses relógios foram os favoritos dos visitantes e os primeiros a serem comprados.

Assim também são os seres humanos e tudo o que existe na natureza. Muitas vezes queremos ser “comprados” pelos outros, apreciados, sermos elogiados e exaltados pelos demais. Mas quando seguimos o nosso ritmo natural, em harmonia com o ritmo da vida, sem pressa nem moleza, sem ansiedade e sem estagnação, vivemos uma existência de pura naturalidade e de paz, em harmonia com o ritmo universal.

Você só conseguirá sair do local fechado, triste e obscuro da loja de relógios da vida quando se harmonizar com o seu ritmo interior em sintonia com o ritmo universal. Estar de acordo com a vida e com a realidade é a melhor forma de expressar a verdade do que você é em ressonância com a verdade universal.
        Autor: Hugo Lapa 

Namasté!

MUITA LUZ!

terça-feira, 11 de novembro de 2014

COMPAIXÃO

“A Compaixão para com os Animais está intimamente ligada com a Bondade de Carácter. E pode-se Afirmar com toda a certeza, que Quem é Cruel para com os Animais, Não pode ser um Bom Homem. “

   Arthur Schopenhauer


Namasté!

MUITA LUZ!

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

CARTA PELA COMPAIXÃO UNIVERSAL

Carta pela Compaixão Universal
(Por uma nova civilização)
A professora e pensadora Karen Armstrong lançou em 2009 a Carta pela Compaixão, que teve grande repercussão, colheu muitos apoios e patrocínios institucionais e estatais, foi assinada por celebridades e pelos principais líderes religiosos mundiais e deu lugar a muitas acções pedagógicas:

A ideia e o projecto original da Carta pela Compaixão Universal surgiu de Paulo Borges, professor de Filosofia e activista para a compaixão.
Inspirado na Carta pela Compaixão, Paulo Borges entendeu que esta poderia, e deveria, ser estendida a todos os seres e ao planeta que todos nós compartilhamos, interligados.

Ele partilhou a sua ideia com amigos, recolheu as suas contribuições e assim nasceu a Carta pela Compaixão Universal.

“Com todo o seu imenso mérito, cremos todavia que a Carta pela Compaixão se limita aos seres humanos, não tendo em conta o imperativo que conduziu ao próprio reconhecimento de direitos iguais para todos os seres humanos: expandir a consideração ética a todos aqueles que sejam portadores de uma mesma natureza fundamental, para lá das afinidades e interesses limitados aos grupos familiares, tribais, nacionais, étnicos, culturais, políticos, económicos e religiosos. Como a ciência hoje inequivocamente reconhece , os animais não-humanos, sendo capazes de experimentar a dor e o prazer psicofisiológicos e emoções como a alegria, o sofrimento, o medo e a angústia, têm também uma natureza consciente e senciente, e logo interesses fundamentais na preservação da sua vida, integridade física, bem-estar e habitat natural, devendo portanto ser alvo de consideração e respeito pelos sujeitos racionais e éticos que são os humanos. Por este motivo, propomos aqui uma mais abrangente Carta pela Compaixão Universal, que assume também o valor intrínseco e não meramente instrumental do mundo natural. Assumimos esta Carta pela Compaixão Universal como bússola orientadora das nossas vidas e exortamos a que todos o façam, divulgando-a por todos os meios, em prol de uma urgente mudança da civilização.

“Para que isto aconteça empenhamo-nos em promover uma cultura da expansão da consciência, que alguns chamam espiritualidade, que pode ser laica e não religiosa, baseada em valores transversais a crentes, ateus e agnósticos, como o amor, a compaixão, a solidariedade, a generosidade, a paz e a justiça. Importa que essa cultura, orientando a mente para o bem comum de todos os seres e do planeta, seja o centro de uma nova educação e se reflicta em todos os níveis dos sistemas de ensino. Há que formar novas gerações de cidadãos conscientes e responsáveis que se empenhem numa nova intervenção social, cívica e política, radicalmente não-violenta e movida pela sabedoria, amor e compaixão universais. Deles surgirão novas pessoas que ocuparão os novos centros de decisão política, económico-financeira e administrativa, assumindo responsabilidades institucionais e governativas em prol do bem comum global. Para tal parece-nos essencial transitar da democracia representativa para a participativa, assegurando aos eleitores mecanismos de fiscalização eficaz dos eleitos. Estamos conscientes da urgência de novas formas de liderança e exercício do poder, o mais descentralizadas e partilhadas possível. O poder é um serviço e uma responsabilidade, não um usufruto movido por interesses pessoais e de grupos. Estamos decididos a redignificar a política, emancipando-a dos poderes económico-financeiros, vinculando-a à cultura da expansão da consciência e pondo-a ao serviço de uma ética do bem comum de todos os seres e da Terra.
Apesar da aparência preocupante e caótica do estado actual do mundo, estamos decididos a não nos deixarmos dominar pela tristeza, desalento, desespero, angústia ou agressividade. Somos já milhões em toda a Terra a construir esta nova realidade nas nossas vidas, com alegria e confiança nos imensos resultados benéficos já evidentes. Com o eloquente exemplo destes benefícios, e da nossa acção baseada na paz, na alegria e na confiança, sabemos que cada vez mais consciências despertam e despertarão para esta profunda mudança.”

Esta Carta já correu mundo e já foi assinada e partilhada em escolas e locais públicos. 
Sua Santidade Dalai Lama também já assinou. 
Afinal, o planeta somos todos nós juntos, seres humanos, animais e plantas em interacção constante. O Respeito pela vida de cada um, deve ser igual ao respeito pela vida do próprio planeta, pois só assim podemos existir como um todo, só assim poderemos existir ao mesmo tempo como cada um!
Namasté!
Ana Maria
MUITA LUZ!

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

“Isso é o que corresponde ao verdadeiro amor: deixar uma pessoa ser o que Ela realmente é.”

Jim Morrison

MUITA LUZ!


sexta-feira, 31 de outubro de 2014

ANIVERSÁRIO DA LUA E FELIZ SAMHAÍN

Bem o dia hoje é corrido, é dia de Aniversário da minha Amiga do Coração Amada LUA  do natureza de lua negra. 
Amiga não resisti a lhe escrever este bilhetinho à mão para você receber aí desse lado do oceano, desejo tudo de bom na sua vida, muitas bênçãos, muita prosperidade, muita saúde e muita alegria. Que a vida lhe sorria sempre, que lhe traga coisas boas, mas tão boas quanto generosa você tem sido na sua vida, que lhe proporcione a tranquilidade tão merecida e o amor que você tem dado durante todo este tempo que você receba em dobro. Pois você para mim é e será sempre uma pessoa muito especial. 
Com todo o amor e carinho do meu coração, os meus PARABÉNS!!!

Esta noite para os Celtas, era muito importante, pois dividia o ano em duas estações. Para os Celtas o Samhaín (aqui no hemisfério Norte), representava ainda o início do novo Ano Celta, significava por isso a entrada na parte fria e sombria da roda do Ano celta, motivo esse porque eram acesas as fogueiras nesta noite, mas também para que através das luzes das fogueiras as almas do outro mundo se pudessem guiar e encontrar o seu caminho para o chamado País de Verão. Este é um Excelente dia por isso mesmo para começar coisas novas. E não se esqueça de Honrar os seus entes queridos, os seus mortos e lhes agradecer pelos seus feitos aqui na terra. Acenda se puder uma vela laranja à meia-noite para atrair sorte neste novo ano que se inicia. Faça ofertas de maçãs e de pão no jardim para os seus ancestrais, não tem jardim, mora na cidade? Ok, descomplique, vá na praceta onde mora, se tiver umas árvores um pouco de jardim com relva, tá bom serve, os seus ancestrais aceitam com toda a certeza, conta a intenção, os pássaros vão amar as maçãs e o pão e a natureza fica toda em sintonia, entendeu? Afinal de contas a oferenda aos seus ancestrais é um sinal de agradecimento a eles e à própria natureza também, não é mesmo? 
Lembre-se de comer Romãs, Maçãs, Nozes, Abóboras, Vinho, Chás de Ervas, Batata doce e Cidra. Pode ainda acender incensos de Mirra, Calêndula, Musgo, ou Alecrim entre outros. Não se esqueça que é Tradição deixar durante a noite uma vela acesa na janela da casa para ajudar a guiar os espíritos ao longo da sua caminhada no nosso mundo durante toda esta noite, para que eles possam encontrar então o seu caminho de volta no final e não ficarem aqui retidos, não convém, não é mesmo?
Não se esqueça ainda de entrançar a sua Corda da Bruxa que é uma Tradição que não pode faltar neste Samhaín, pois estas cordas simbolizam o cordão que nos liga a todos ao outro mundo e são ao mesmo tempo a representação simbólica, do nosso cordão umbilical que todos nós trazemos à nossa chegada à vida na terra. 

Feliz Dia das Bruxas. 
Feliz Haloween. 
Feliz Samhaín. 
E no Hemisfério Sul Feliz Beltane.

Muita Luz!


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

FELICIDADE...


A Felicidade não está em Fazer
O que a Gente Quer,
E Sim em Querer o Que a Gente Faz.”
         Jean Paul Sartre

MUITA LUZ!


Imagem retirada de pesquisa na net, desconheço o autor.



sábado, 25 de outubro de 2014

PAZ


Não Quer Dizer, Estar num Sítio Onde,
Não Haja Barulhos, Problemas,
Ou Complicações.
Significa simplesmente,
Estar no Meio de Todas estas Coisas e
Ainda assim, Sentir Calma e
Paz no Seu Coração.
(Autor Desconhecido)

MUITA LUZ!

sexta-feira, 24 de outubro de 2014


“Nós somos do tecido de que são feitos os sonhos.”
William Shakespeare

MUITA LUZ!

sexta-feira, 17 de outubro de 2014


As Melhores
Coisas Da Vida,
Nunca Devem Ser
Guardadas.
Elas Devem Ser
Sempre Distribuídas…
Como um Sorriso, Um Beijinho,
Um Abraço ou A Sabedoria.
AnaMaria

MUITA LUZ!

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

ROTA DAS TAPAS - LISBOA

AnaMaria2014

Começou hoje a ROTA DAS TAPAS aqui em Lisboa.
Este é um pequeno percurso idealizado e pensado para aquelas pessoas que adoram petiscar, como eu, claro!
AnaMaria2014

Por isso durante estes dias por 3 euros, podes saborear uma tapa à tua escolha nos restaurantes aderentes e sinalizados no mapa + 1 Estrella Damm (cerveja produzida em Barcelona).
AnaMaria2014

No mapa encontras assinalado com bolas vermelhas e com números o sítio dos restaurantes aderentes, depois de lá teres ido petiscar, pedes que te carimbem a parte de trás do roteiro das tapas, como no Caminho de Santiago e depois de teres os carimbos já podes concorrer se quiseres a conhecer Barcelona com direito a um jantar num dos melhores restaurantes de tapas do mundo.
AnaMaria2014

Se não quiseres, fazes como eu aproveitas para conhecer melhor a Cidade de Lisboa e as suas Tasquinhas Típicas e restaurantes peculiares e colecciono os carimbos, como nunca vou a todos os sítios, para o ano comparo os carimbos.
Boas Tapas.

Ana Maria

Muita Luz!


quarta-feira, 15 de outubro de 2014

O MEU PENSAMENTO HOJE

Muitas pessoas que eu conheço, afirmam que adorariam poder apagar os erros do passado das suas vidas.
Eu não. Porque se o Fizesse, Estaria a Apagar
Toda a Sabedoria do Meu Presente.
   MIA PÚRPURA (Ana Maria)

Muita Luz!
Imagem retirada de pesquisa na net, desconheço o autor.

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

TRUQUES E DICAS


COMO COMPRAR NOS SUPERMERCADOS E AINDA POUPAR!

As idas aos supermercados são sempre uma dor de cabeça e um grande arrombo na nossa carteira, deixo aqui algumas dicas, links e truques que eu utilizo para me ajudar nesta tarefa e que ainda me trazem a vantagem de me ajudar a economizar uns trocos.

1º - Todas as pessoas começam a fazer as compras pela entrada principal do supermercado, certo? Se respondeu sim, lamento mas está errada, é que devemos de começar as nossas compras sempre pelo fundo dos supermercados, eu sei que parece estranho mas não é. Todas as cadeias de supermercados estão organizadas de maneira a que os clientes encontrem primeiro ao entrar nas entradas principais, quase nunca, ou muito raramente os bens essenciais. Isto é uma armadilha de marketing que leva os clientes assim a comprar aquilo de que não precisam. Quando eu digo que devemos começar  pelo fundo do supermercado, entendeu agora o porquê? Então comece pela secção dos ovos, pelos fundos e vá enchendo o carrinho com aquilo que realmente lhe faz falta.

2º - Faça uma lista real só daquilo que precisa mesmo! E Resista à tentação de acrescentar à sua lista de compras mais produtos que não usa, só porque os viu online, ou em folhetos que estão em promoção, vai gastar dinheiro que lhe vai fazer falta, em produtos que não precisa!!!  

3º - Por falar em promoções e descontos, aproveite os cartões e os talões dos supermercados como o Minipreço, o Continente e o Pingo Doce, sendo que aqui entre talões de desconto imediato eu prefiro o Minipreço, em acumular dinheiro em cartão o Continente, mas preços mais baixos o Pingo Doce, sem dúvida é o melhor a maior parte das vezes, é mesmo imbatível, mas tudo isto, depende e é muito variável de semana para semana, por isso convém estar sempre atenta às promoções semanais. Por isso mesmo antes de começar as suas compras tenha os seus cartões e talões todos à mão (atenção que o Continente e o Modelo já têm na entrada dos supermercados máquinas que permitem imprimir os talões de desconto, por isso mesmo que você se tenha esquecido dos seus talões em casa, não faz mal, introduza o seu cartão Continente na máquina e imprima os seus descontos, fácil, não?) ou utilize a net para ver os folhetos online, perde uns minutos, ok concordo, mas pode poupar uns euros no final.

4º - Outra coisa importante, se o supermercado da sua zona faz promoções muitas vezes, então seja prática para quê ir às compras tantas vezes? É que para além da tentação ser maior, (lembre-se de que cada ida lá, é mesmo uma tentação para não gastarmos nem mais um cêntimo do que aquilo que precisamos), você vai ver mais promoções e vai trazer mais produtos desnecessários, tente ir menos vezes e trazer de uma acentada tudo o que precisa. Já para não falar na poluição, pois a cada ida sua ao supermercado, você poluí bastante já pensou nisso? Porque certamente não vai a pé, pois não?

5º - Outra coisa que eu costumo fazer quando vale mesmo a pena a promoção num produto, é retirar sempre os produtos que estão colocados atrás nas prateleiras, pois já verifiquei (algumas de vocês também, é claro), que os produtos que têm o prazo de validade mais curto são colocados à frente, logo isto é outra armadilha, tenha o cuidado de verificar os prazos de validade dos produtos, certifique-se deste modo, de que se vai levar uma grande quantidade porque está em promoção e você consome muito, então também convém que o prazo de validade não expire logo em breve.

6º - Compre produtos de marca branca, são produtos de excelente qualidade a preços realmente imbatíveis, geralmente são marcas das próprias cadeias de supermercados, verá que vai poupar muito dinheiro e não há diferença na qualidade.


7º - Esta dica já é muito velha, mas nunca é demais lembrar, nunca vá fazer compras de estômago vazio, só dá asneira, tanto para as nossas carteiras, como para a nossa linha, se é que me entendem. Com fome não se pensa com clareza, agarramos na primeira coisa que nos aparece e mesmo proíbido ou não, quando damos conta disso, já estamos a mastigar algo que não devemos, a desculpa é sempre a mesma: “é só uma dentadinha, é que isto hoje foi um dia de doidos, não tive tempo de comer nada antes vir ao supermercado, eu pago, é só que já sinto o estômago nas costas…”, isto soa famíliar? (Ihihih). Faça compras conscientes, antes de sair do trabalho coma uma peça de fruta e um iogurte, verá que as compras correm melhor, vai ter mais paciência e não vai comprar coisas de que não precisa.

Ana Maria

Muita Luz!

Deixo aqui alguns links de Blogues úteis de promoções e não só:

(Imagem retirada da net, desconheço o autor)

terça-feira, 7 de outubro de 2014

CONSELHO...

Seja Forte Para Nunca Permitir
Que Ninguém te Vença.
Seja Nobre Para Nunca Permitir
Que Ninguém Te Humilhe.
Seja Humilde Para Nunca Permitir
Que Ninguém Te Ofenda.
Mas, Continue Sempre Sendo Quem É,
Para Que Nunca Ninguém Te Esqueça!

MUITA LUZ!


Imagem retirada da net, desconheço o autor.

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

O PORQUÊ DAS COISAS...


Existem alturas na vida em que não vale a pena pensar no porquê das coisas,
Nem porque são, nem como são, nem como serão.
É melhor simplesmente deixá-las ser.
Porque ao questionar a existência das coisas, questionamos a nossa própria existência e aí, criamos um problema maior, um problema que não existia antes, sobre se devemos ou não existir e o porquê de existirmos.
Se gostamos de existir, então tudo bem, mas se temos algum tipo de dúvida mesmo muito pequenina que seja, então acabámos de criar um grande problema existencial, e convenhamos este tipo de porquês não leva a lado nenhum.

O melhor mesmo é fazer o que eu faço sempre que me acontece quando eu começo a pensar o que é que eu ando a fazer aqui, para quê que eu existo? Isto deixa-me meia abananada, de mau humor e lágrimas prontas a explodir qual bomba, na cara do primeiro desgraçado que me pergunte: “estás cá com uma cara, está tudo bem?”, raios detesto quando isto me acontece. 
Então faço o seguinte:
1º- Estou-me nas tintas se me acham preguiçosa, não me apetece fazer nada, não faço!
2º- Visto roupa confortável, nada de chinelos, é descalça mesmo e sento-me no sofá a ver a minha série Inglesa preferida “MidSomer Murders” com John Nettles e Jason Hughes.
3º- Nada de comida de prato, chocolate quente e torradas, nada melhor para levantar o astral.
4º- Quando me começam a chamar mãe isto e mãe aquilo, eu vou respondendo sem sair do lugar, afinal de contas não existem super mães, eles têm de se ir habituando a fazer as coisas sozinhos.
5º- O mesmo se aplica ao marido, quando me diz, traz isto, olha onde está aquilo, eu não encontro. Eu insisto para ele ir lá ver de novo, que raio, será possível que ao fim de quase 25 anos de casamento e a viver sempre na mesma casa ele ainda faz turismo por ali? Não sabe o sítio de nada? Sabem de quem é a culpa? Minha é claro!
6º- Pego num livro e leio até cansar e os meus olhos arderem de tanto sono.
7º- Vou para a cama, ou durmo no sofá tanto faz, não sou esquisita.
8º- Acordo bem humorada, espreguiço muito bem a vida e afinal momentos como os da noite anterior fazem sempre muita falta na vida de uma mulher!!!
AnaMaria

Um Lindo e Iluminado Fim-de-semana

MUITA LUZ!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...