quinta-feira, 17 de janeiro de 2013


“Todos devemos assumir uma parte da responsabilidade na violência mundial e como Ghandi, empenhar as nossas existências na transformação não-violenta do mundo.


Ghandi ensinava que a não-violência não é passividade. É a maneira de viver mais audaciosa, criadora e corajosa, a única esperança para o nosso mundo. A não-violência é uma maneira de viver activa, que rejeita a violência e o crime, apoiando-se na força do amor e da verdade. É o meio de transformar um conflito e as suas causas primeiras.

A não-violência exige criatividade. Procura o diálogo, a reconciliação, escuta a verdade entre os adversários.

Para muitas pessoas, a virtude do coração e a virtude da não-violência podem parecer demasiado religiosas e idealistas no mundo de hoje, regido pela política e pela ciência. Mas creio, como Ghandi, que devemos dar provas de imaginação e dar um salto em frente, para um novo idealismo generoso para toda a humanidade, poder voltar a essa virtude antiga, de lutar por um mundo desarmado e criar uma cultura de não-violência.”
Mairead Corrigan (Prêmio Nobel da Paz, 1976)

MUITA LUZ!

Imagem retirada de pesquisa na net, desconheço o autor.

8 comentários:

  1. Oi querida
    Esse homem foi de uma sabedoria peculiar. Leio muito sobre ele.
    Obrigada
    Lua Singular

    ResponderEliminar
  2. Lindo texto e muito obrigada por compartilhar conosco.
    Um grande abraço e fique na paz de Deus sempre.

    ResponderEliminar
  3. A paz começa com cada um de nós e podemos espalhá-la colocando em prática os valores que atualmente estão perdidos. A prática e o uso das palavras mágicas é um bom caminho para acabar com a violência. Respeito ao próximo em 1º lugar. Beijos de alfazema
    Gracita

    ResponderEliminar
  4. Navegando, encontrei este espaço, vou ficar e acompanhar...

    ResponderEliminar
  5. Hola Ana María,la violencia no trae nada bueno y nuestro mundo está lleno de violencia y cosas aún peores.
    Solo espero y deseo que todo cambie y que las conciencias de los hombres y mujeres se habran y vean que la Madre Tierra no soportará mucho más.

    Besitos de Luz

    ResponderEliminar
  6. Olá Ana Maria,

    Continua lindo e terno este teu blog.

    O nosso Farol está em festa, celebrando 4 anos de existência.

    Ficaríamos muito felizes de poder contar com a tua presença para brindarmos juntos a esse sentimento maravilhoso que se chama Amizade.

    A equipa do Farol,

    Argos, Tétis e Poseidón

    ResponderEliminar
  7. Eu concordo que semear a paz é o caminho para a felicidade de todos. O mundo carece de ações generosas daqueles que tem mais amor dentro de si, pessoas capazes de negociar o bem atraves de palavras acertadas, a fim de que toquem a cabeça dos que mandam ou dos que governam, dos que detém poder demais.

    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Vou ser sincero.
    Uma violência que não suporto é de uma pessoa gritar com a outra!!!
    Se podemos conversar, por que gritar?!
    Realmente tudo que você escreveu esta certo.
    A não violência exige muito mais de nos.
    Beijos

    ResponderEliminar

Obrigado, o seu comentario estará visível após aprovação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...