sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

CICLO DA VIDA - IMPERMANÊNCIA


E eis que o tão temido dia chegou. Nunca quis imaginar, nem sequer pensar sequer ao de leve que fosse, que tinha chegado a hora da minha Avó partir. A matriarca, a Anciã da família sempre ali esteve por nós, amparou, auxiliou, amou! Ela é tudo para mim, ela é tudo na irmã, ela é tudo em nós. A minha querida Avó, já passou por algumas, bem, bastantes provações terrenas, tanto físicas como espirituais. Partiu alguns ossos, fez cirurgias inclusive ao coração e resistiu. Sempre nos habituou a que conseguia resistir. Habituou-nos tão mal, que fiquei egoísta e dei comigo mesma a pedir durante a noite em minhas orações para que a minha Avó resistisse mais uma vez e conseguisse ultrapassar mais este obstáculo. Só agora é que me dou conta realmente de que nós os familiares, possuímos grande responsabilidade nestas alturas, pois eu em lugar de ajudar só estou a atrapalhar com os meus pedidos egoístas e inapropriados para a altura em que a minha querida Avó se prepara para o desencarne. Dei conta de mim agora neste preciso momento a reflectir, quem somos nós para saber se determinada pessoa deve ou não de ficar por cá? Aprendi hoje, que não se deve de orar a pedir nem para a pessoa em questão partir, nem muito menos ficar, sob a pena de sofrimento dessa mesma alma, que assim não cumprirá dividida o seu processo de evolução. Eu sei que esta matéria é muito complicada, por um lado queremos que nossos entes queridos fiquem, pelo amor que lhes temos, que é ao mesmo tempo um amor por nós próprios, reflectido na pessoa querida. E por outro lado, não queremos que sofra, não é mesmo? Pois infelizmente, assim é a natureza humana. Aprendi agora que ainda tenho muito que aprender, e tenho sobretudo que aprender o desapego espiritual, porque o desapego material já eu pratico, mas o desapago espiritual é muito mais complicado para mim. Ficar sem ver nem falar com a pessoa querida, é mesmo difícil, mas tenho de aceitar que espiritualmente e depois que o espirito desencarnado, estiver habituado à sua nova condição, e mais em harmonia, poderá sempre que quiser e dependendo da sua evolução visitar-me e entrar em contacto comigo. Temos de regressar ao mundo antigo em que fazíamos a comunicação telepaticamente e nos comunicávamos sem fala, quem sabe assim temos mais sossego e deixamos partir mais tranquilamente os nossos entes queridos? Hoje reflicto sobre a morte, não como um fim, mas como o princípio da vida noutro plano. O princípio da vida imaterial, sem corpo onde o espirito livre do invólucro, pode livremente se purificar e curar para a próxima etapa da sua evolução. Pois se todos nós, independentemente da nossa cor, raça ou credo, ambicionamos todos o mesmo. O fim do sofrimento e a paz, tão necessárias à nossa evolução. Uma coisa é certa, quem parte necessita de paz para poder subir e evoluir, mas quem fica também necessita de paz para crescer, pois se não o fizer sofrerá o dobro aquando do seu próprio desencarne e prejudica os espíritos que desencarnam com os seus pensamentos inferiores e apegos.


O que é a vida senão mais do que um longo aprendizado que não termina com a chegada da morte? Mesmo depois de uma noite tenebrosa, chega o alvorecer tão radiante do dia, com raios de sol esplendorosos. Assim é o ciclo da vida, renascimento e morte, como o conhecemos, até que finalmente consigamos atingir um estado iluminado onde então cessaremos o ciclo de renascimentos para podermos alcançar a tão desejada paz e trabalharmos afincadamente no auxílio da evolução da humanidade.

Vou orar para que a minha Avó Rosária encontre a paz que tanto deseja e merece ao fim destes 95 anos de vida, vou orar a pedir à Deusa/Deus para que seja feita a sua vontade antes da minha, porque acredito na pureza do Amor, na Sabedoria e na Bondade. Desejando a todo o instante o fim do sofrimento de todos os seres sencientes, desejo que o teu sofrimento também termine, para que possas finalmente descansar em paz Avó!

Porque acredito que na minha ignorância, aprendi hoje mais uma grande lição, onde nós não passamos de meros espectadores no palco da vida.

Na minha inferioridade, uno-me às energias superiores para que seja dada alguma utilidade à minha parca compreensão do mundo terreno. Para que um dia tudo o que absorvo possa ter alguma utilidade e servir algum propósito. 

Por agora, aguardo em silêncio em oração.
MIA PÚRPURA.

MUITA LUZ!


14 comentários:

  1. Ei, estou junto de você nesse momento.

    E o egoísmo de querermos as pessoas que amamos juntos de nós fisicamente é natural, eu ainda não aprendi esse despreendimento.

    Sinta-se abraçada permanente por amim amiga querida.
    Lua

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amada Lua, eu sei que conto com você, sim. Então somos duas que ainda não aprendemos a fazer o desapego espiritual, porque não é fácil e porque é um processo que envolve muita dor, será? Bem, iremos aprendendo ao longo da vida, quem sabe? Por agora sinto-me muito triste com tudo isto, mas sei que não estou sózinha. Grata pela sua amizade.
      Beijinhos de estrelas do norte!
      Ana Maria

      Eliminar
  2. Oi Ana Maria eu entendo sua dor e eu juntar-se à sua oração, para sua amada avó
    Olá amigo carrissima
    Beijos de esperança

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tiziano, obrigado meu amigo pelo seu carinho.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Obrigada Fênix, pelas suas palavras. Se não detecta nenhum problema, então é porque está tudo bem, deve de ser problema do meu PC.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  4. Minha querida amiga, Ana Maria, com que interesse li, absorvi , melhor dizendo, as suas palavras. É preciso ser um ser superior dona de um espirito profundo para assim encarar esta horrível provação, esta separação sem apelo.
    Quisera eu ter a tua capacidade, quisera eu!
    Um grande beijo da Nina

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nina, grata por suas palavras, mas não sou assim tão diferente de você, esta provação mexe com o mais profundo do meu ser, mas ainda assim eu tenho de aceitar e entender, mas dói muito.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  5. OI MINHA AMIGA MEUS SENTIMENTOS, E DURO A PERDA, MAS SO O TEMPO PRA APAGAR NE..LEMBRA OUTRO DIA CONVERSAMOS TANTO SOBRE MEU PAI, ACHO QUE ATE AGORA EU AINDA NAO ACREDITO QUE NAO VOU VELO MAIS QDO VOLTAR AO BRASIL, MAS TUDO PASSA E BOAS LEMBRANÇAS FICAM NE..NOSSA 95 ANOS DE IDADE JA E UMA BENÇÃO, NE..SO O CARINHO QUE TDS VCS DA FAMILIA SE DEIDICARAM PRA ELA, ELA DEVE ESTAR MUITO FELIZ AMIGA, MEUS SENTIMENTOS COM CARINHO NEUSA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Neusa, é verdade amiga, ainda há pouco tempo foi a perda do seu amado pai, a vida é isto mesmo, mas digerir toda a situação é que não é fácil, mas temos de conseguir. Obrigada amiga.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  6. Meus sentimentos querida Ana Maria.
    É tão difícil conviver com perdas tão amadas, mas Deus nos dá forças para suportar essa dor.
    Que Deus proteja você minha doce e querida amiga, beijinhos em seu coração sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada Maria Teresa. Vai ser sempre difícil, pois se amamos tanto os nossos entes queridos, nunca vai ser fácil.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  7. Ana,meus sentimentos por sua avó Rosaria!Um texto comovente e vc se coloca inteira,sem medo e sem orgulho!Quanta doçura em cada palavra sobre sua avó tão querida!Eu entendo bem porque eu era unha e carne com a minha tb!Dá muita saudade!Que vc e sua familia tenham conforto nesse momento e sua avó já deve estar bem amparada pelos anjos,pois era um anjo tb!bjs e meu carinho,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anne, sinto muito por sua Avó também, não tenho dúvidas de que a minha Avó é um Anjo, vai correr tudo bem. Tenho muita Fé, vou aguardar.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar

Obrigado, o seu comentario estará visível após aprovação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...