terça-feira, 2 de outubro de 2012

ALECRIM, A ERVA DA MENTE E DO CORPO SÃO




Há dias em que se tem a impressão de se estar dentro de um espesso nevoeiro. Tudo parece monótono e difícil e o coração fica triste. É a noite escura da alma. Era meu aniversário e justamente um destes dias estranhos, quando pensei: "Vou tomar um chá de alecrim!"

Fui ao jardim e lá encontrei um viçoso pé de alecrim. Interessante é que quase todos que visitam nossos jardins demonstram afeição e respeito pelo alecrim. Confesso que nunca liguei muito para ele. Mas, naquele dia, com toda reverência, colhi alguns ramos, preparei um chá e me servi em uma linda chávena. O aroma era muito agradável e, a cada gole que bebia, senti a mente ir clareando. Uma sensação de bem-estar e alegria foi se espalhando pelo corpo e senti a sensação de enorme felicidade. Fiquei muito impressionada com a capacidade dessa planta transmitir alegria. Aliás, o nome alecrim já lembra alegria. Resolvi pesquisar a respeito e veja só o que encontrei.
Existe uma graciosa lenda a respeito do alecrim: quando Maria fugiu para o Egipto, levando no colo o menino Jesus, as flores do caminho iam se abrindo à medida que a sagrada família passava por elas. O lilás ergueu seus galhos orgulhosos e emplumados, o lírio abriu seu cálice. O alecrim, sem pétalas nem beleza, entristeceu lamentando não poder agradar o menino. Cansada, Maria parou à beira do Rio e, enquanto a criança dormia, lavou suas roupinhas.

Em seguida, olhou a seu redor, procurando um lugar para estendê-las. 'O lírio quebrará sob o peso, e o lilás é alto demais'. Colocou-as então sobre o alecrim e ele suspirou de alegria, agradeceu de coração a nova oportunidade e as sustentou ao Sol durante toda a manhã. "Obrigada, gentil alecrim! Disse Maria. Daqui por diante, ostentarás flores azuis para recordarem o manto azul que estou usando. E não apenas flores te dou em agradecimento, mas todos os galhos que sustentaram as roupas do pequeno Jesus, serão aromáticos. Eu abençoo folha, caule e flor, que a partir deste instante terão aroma de santidade e emanarão alegria."

O alecrim - Rosmarinos officinalis, planta nativa da região mediterrânea - foi muito apreciada na Idade Média e no Renascimento, aparecendo em várias fórmulas, inclusive a 'Água da Rainha da Hungria', famosa solução rejuvenescedora. Elizabeth da Hungria recebeu, aos 72 anos, a receita de um anjo (um monge?) quando estava paralítica e sofria de gota. Com o uso do preparado, recobrou a saúde, a beleza e a alegria. O rei da Polónia chegou a pedi-la em casamento!

Madame de Sévigné recomendava água de alecrim contra a tristeza, para recuperar a alegria. Rudolf Steiner afirmava que o alecrim é, acima de tudo, uma planta calorífera que fortalece o centro vital e age em todo o organismo. Além disso, equilibra a temperatura do sangue e, através dele, de todo o corpo. Por isso é recomendado contra anemia, menstruação insuficiente e problemas de irrigação sanguínea. Também atua no fígado. E uma melhor irrigação dos órgãos estimula o metabolismo.
 
Um ex-viciado em drogas revelou que tivera uma visão divina que o tornou capaz de livrar-se do vício. Foi-lhe indicado que tomasse chá de alecrim para regenerar e limpar as células do corpo, pois o alecrim continha todas as cores do arco-íris. O alecrim é digestivo e sudorífero. Ajuda a assimilação do açúcar (no diabetes) e é indicado para recompor o sistema nervoso após uma longa actividade intelectual. É recomendado para a queda de cabelo, caspa, cuidados com a pele, lesões e queimaduras; para curar resfriados e bronquites, para cansaço mental e estafa e, ainda, para perda de memória, aumentando a capacidade de aprender.
        Texto de: Nuwa Spa

Adorei ler este texto de Nwua Spa, pois contém curiosidades que desconhecia, aliás bastante interessantes. Como sempre vou acrescentar algumas das propriedades e dos motivos pelos quais deveria de usar o alecrim.
Além de ser um maravilhoso defumador para limpar ambientes de energias negativas, se beber regularmente chá de Alecrim, terá só vantagens, como:
- Auxilia o sistema nervoso; é bom para os diabéticos, pois assimila bem os açucares; muito útil contra constipações e bronquites; óptimo para amenorreias e problemas de circulação sanguínea; auxilia na perda de memória e no cansaço cerebral; estimula o nosso metabolismo, sendo um poderoso auxiliar do fígado e Fortalece o Nosso Centro Vital, actuando desta maneira em todo o nosso organismo.

Como preparar o chá:
Uma colher de sopa de alecrim, para um litro de água, ou então uma colher de chá, para uma chávena de água. Depois que a água estiver a ferver, apague o lume, espere um pouco e coloque lá dentro a quantidade de ervas pretendida. Agora é só deixar arrefecer um pouco e tome pelo menos uma chávena por dia, para usufruir dos seus benefícios.

MUITA LUZ!

10 comentários:

  1. Maravilhosa plantinha é o alecrim!! Não sabia que tinha tantas propriedades, adoro utilizar como erva nos pratos, pois o cheiro e o aroma são únicos!! Mas depois do que descobri aqui, vou providenciar uma mudinha para ter a erva fresquinha, e com certeza farei uso dela como chá! Obrigada, Ana, pelas preciosas informações!!

    Beijinhos!!♥

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mari, o alecrim na comida também dá um gosto delicioso, eu também utilizo muito. Se tem espaço, então tê-la fresquinha é sem dúvida uma poderosa aliada.
      Votos de uma linda 3ª feira.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  2. Olá Ana Maria tenho alecrim em meu quintal e estou fazendo um vaso para colocar na cozinha para ficar aquele cheirinho bom do Alecrim...amei seu texto, tinha coisa que eu não sabia...beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Maria Teresa, faça isso e vai ver que boas energias lhe trará também esta planta.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  3. Olá Ana Maria. Primeiramente venho agradecer por sua colaboração no desafio literário ao qual eu propus e já estou seguindo seu blogue.
    Gostei muito deste post, aqui no Brasil temos uma religião denominada Umbanda, que é o sincretismo entre a cultura africana, o Catolicismo e a codificação de Allan Kardec. Esta religião usa muito o alecrim em defumações e também em banhos de ervas. Eu não sabia que a mesma poderia ser consumida em forma de chá e tampouco conhecia a lenda de Maria e o Menino Jesus.

    => CLIQUE => Escritos Lisérgicos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Christian, obrigada por seguir o meu blogue. Foi um prazer participar no desafio literário que você lançou e adorei o seu blogue. Eu conheço a Umbanda, de coisas que tenho lido e através do blogue de uma amiga minha, realmente o alecrim é um óptimo defumador de ambientes carregados de más energias. Mas como chá também faz maravilhas, experimente e depois conte-me.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  4. Ana,

    Eu gosto muito de usar alecrim, deixa um sabor delicioso. Contudo, agora aprendi sobre as propriedades.

    Ahhh e a plantinha é muito bonitinha!

    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sissym, eu também adoro alecrim na comida, mas o chá faz mesmo bem, pelo menos eu gosto e sinto-me bem quando o tomo.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  5. Ana,eu não conhecia essa história do alecrim e Maria!Que beleza de conto!Na minha familia é comum em casos de morte fazer baldes de chá de alecrim no momento que se sabe da noticia.Dizem que ajuda na angustia tb!Bjs e meu carinho,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anne, pois eu também desconhecia a lenda de Maria e do alecrim, achei linda. Os seus familiares tem razão, o alecrim ajuda sim nos casos de desânimo, talvez seja por isso que têm esse costume.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar

Obrigado, o seu comentario estará visível após aprovação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...