sexta-feira, 27 de abril de 2012

DUMBO - O ELEFANTE BEBÉ


As cegonhas sobrevoavam um circo de inverno à procura das mães dos filhotes que carregavam nos seus grandes bicos. Todas tinham um filhote, a mãe ursa, a mãe girafa, a mãe hipopótamo, a mãe camelo, só a mãe elefante a Dona Jumbo não recebeu o seu filhote tão esperado. Ainda assim o circo continuou a sua vidinha normal, atraindo muita gente e proporcionando bastante diversão. Eis senão quando, se vê no ar uma cegonha que chega atrasada, e que traz no seu enorme bico o tão esperado filhote da Dona Jumbo. Meu Deus, que alegria! Gritou Dona Jumbo, resolveu chamar-lhe Jumbo Júnior. Todos os animais do circo vieram ver o novo filhote, a curiosidade era geral.

- Mas que orelhas tão grandes! Disse a mãe ursa, realmente são enormes, disse a mãe girafa, então o seu nome será Dumbo!


Jumbo Júnior, ou Dumbo, pouca importância tinha para Dona Jumbo, pois ele era precisamente o filhote que tanto tinha esperado e ela tratava-o com muito amor e com muito carinho.


Foi desta maneira tão carinhosa que mãe e filho passaram a sua primeira noite juntos, muito quentinhos.
No dia seguinte, o público começou a chegar para o grande espetáculo. Dumbo chamou muito a atenção de todos, pois as suas orelhas eram mesmo enormes. As crianças começaram a zombar e a Dona Dumbo, tal como todas as mães, foi defender o seu filhote daquela zombaria, mas excedeu-se demais. Acabou por ser presa numa jaula, Pobre Dumbo, ficou sozinho.
As companheiras da Sra. Jumbo, ignoravam o elefantinho que precisava apenas de um pouco de atenção. Mas Timóteo, um simpático ratinho, que estava sentado a comer as sobras de amendoim deixados pelo público, observava tudo e ficou indignado com a atitude daqueles paquidermes e resolveu ajudar Dumbo. Tornou-se então o melhor amigo de Dumbo!



 No dia seguinte, o número que os elefantes iriam apresentar seria a formação de uma pirâmide e do topo Dumbo seria lançado. Timóteo como seu amigo, deu-lhe a maior força, mas foi um desastre! Dumbo então foi transformado num palhaço! Mas Dumbo estava muito triste, pois ele era um elefante e não um palhaço!
Timóteo para animá-lo conseguiu que Dumbo fosse ver sua mãe na jaula. Sra. Jumbo naquela noite ninou o seu bebê! No dia seguinte, no meio de tanta brincadeira, sem querer os dois amigos subiram para uma árvore e deixaram-se dormir. Nessa árvore estavam um bando de corvos, que os observavam. Timóteo quando acordou, levou um susto e por muito que pensasse, não encontrava uma resposta sobre como é que tinham ido para alí, foi então que descobriu que eles poderiam ter voado!


- Acorde Dumbo! Você pode voar, suas orelhas são perfeitas asas - Disse Timóteo! Dumbo recusava-se perante tal ideia, voar? Nem pensar!
Então nessa altura os corvos que os tinham observado, contaram-lhe a verdade, ele tinha voado até ali, Dumbo continuava incrédulo. Os corvos para o incentivar a voar, dão-lhe nessa altura uma pena e Timóteo aproveitando a deixa, começa a girar a pena várias vezes e grita para Dumbo – É uma  Pena Mágica. - Voe, Voe, bata as asas, vamos!
Você pode! Você pode! - Gritava Timóteo!
Finalmente Dumbo encheu-se de coragem e voou!

 No dia seguinte, Dumbo transformou-se na principal atracção do circo. Usando as suas orelhas, ele fez o que nenhum outro elefante conseguiu fazer: Voar!
Agora, Dumbo era um verdadeiro herói e brilhava como uma estrela, a Estrela Voadora do circo, trazendo alegria e diversão para todos.

E foi assim que Dona Jumbo, Dumbo e Timóteo, viveram no circo felizes para sempre!

Muita Luz!
Imagens retiradas de pesquisa na net, desconheço os seus autores.




10 comentários:

  1. Un personaje entrañable de la casa Disney, he visto casi todas sus películas donde acabo emocionada con muchas de ellas.

    Besitos de hadas con mi cariño amiga Ana María, acaba de pasar un lindo fin de semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rosana, a mí tambien me gusta mucho estes personages de la casa Disney. son encantados!
      Besitos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  2. Amo essa história de amor, persistência e objetivo.
    Dumbo sempre fez parte de minha infância.
    Tenha um lindo final de semana.
    Beijinhos de borboleta.
    Lua.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lua, eu ainda hoje amo todas as histórias que ouvia em criança, como esta e ainda hoje guardo os livrinhos pequeninos com estas histórias que o meu pai me deu, são um tesouro intemporal.
      Beijinhos encantados.
      Ana Maria

      Eliminar
  3. Disfrute tu cuento, precioso. Lo recordaba de pequeña y ya ha pasado muchos años!!

    Un besiño de Galicia

    http://cubagelois.blogspot.com.es/

    http://cubatourdanz.wordpress.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gelois, gracias jo tambien me gusta los cuentos de quando jo era ninã.
      Besos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  4. Adoro histórias infantis, nossa viajo mesmo entro dentro delas e lavo a alma, obrigada por momentos tão especiais, quero te agradecer o carinho no blog, obrigada teus comentários são incentivos e carinho em meu coração, beijos Luconi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luconi, minha amiga eu também adoro estas histórias que eram sempre cheias de magia e de encantar, não é mesmo?
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar
  5. Minha querida amiga estas histórias são inesquecíveis.
    Grata por tua visita no meu cantinho.
    Bjos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amiga Fênix, obrigada, eu também as adoro.
      Beijinhos de Luz!
      Ana Maria

      Eliminar

Obrigado, o seu comentario estará visível após aprovação.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...