quarta-feira, 29 de junho de 2011

COMO RECONHECER UM MELANOMA

Hoje vou falar de um assunto da máxima importância, mas que nós tendencialmente achamos que só acontece aos outros. Estou a falar do cancro de pele, mais propriamente no Melanoma.
 Segundo o Doutor Osvaldo Correia, Dermatologista e Professor da Faculdade de Medicina do Porto - Secretário Geral da Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo (APCC), os vários tipos de cancro de pele têm vindo a aumentar. O mais frequente é o carcinoma basocelular (mancha ou nódulo vascularizado, de crescimento frequentemente lento), seguido do carcinoma espinocelular (escama recorrente, ou nódulo que frequentemente ganha ferida que não cicatriza) e depois o melanoma (sinal recente, geralmente muito escuro, com crescimento activo, diferente dos outros ou nevo atípico que sofreu alteração significativa da cor, contorno e dimensão).
Actualmente estima-se que, em Portugal, a incidência do Melanoma (o cancro de pele mais temível) seja 10 novos casos por 100.000 habitantes, por ano, o que significa cerca de 1000 novos casos, por ano. Quanto aos carcinomas (basocelular e espinocelular) cerca de, mais de 100 novos casos por 100.000 habitantes, o que representa cerca de mais de 10.000 novos casos por ano. Assim, os cancros de pele, em geral, representam o cancro mais frequente.


Sinais vulgares
A maior parte dos indivíduos tem lesões pigmentadas no corpo: sinais, sardas, manchas de cor escura...Num adulto existem pelo menos 25 sinais em todo o corpo. Apenas um pequeno número são de nascença e a maioria vão surgindo com o crescimento. A maior parte destes sinais vulgares são benignos; todavia, uma alteração recente na forma pode ser o primeiro indício de transformação em melanoma ou de outro tipo de cancro da pele.

Melanoma maligno 
O melanoma é um tumor maligno que se desenvolve a partir das células pigmentadas da pele ou melanocitos. O seu despiste precoce e o seu tratamento na fase inicial são fundamentais para um bom prognóstico. Contudo, nos estadios mais avançados, o melanoma maligno pode extender-se ("metastizar") a outros orgãos (gânglios, fígado, pulmões,...) sendo a taxa de cura nesta fase muito baixa. As pessoa mais susceptíveis de desenvolver um melanoma são as que:
·          Têm antecedentes familiares de melanoma.
·          Tenham tido no passado um melanoma.
·          Tenham sinais que se alteram.
·          Sejam portadoras de um grande número de sinais.
·          Tenham pele clara, que sofrem facilmente de queimaduras solares e/ ou que se bronzeiam com dificuldade.
·          Tenham antecedentes de queimaduras solares na infância e/ ou adolescência.
·          Trabalhem ou exerçam actividades ao ar livre.

ABC dos sinais - Muito Importante!
O auto-exame cutâneo regular é a melhor forma de se familiarizar com as manchas pigmentadas e os sinais.
O melanoma maligno diferencia-se bem das lesões benignas ou vulgares. Quando fizer o seu auto-exame cutâneo deverá particular atenção ao tamanho dos sinais, à sua forma, bordo, cor e evolução.
Se descobriu um novo sinal, pigmentado, e constatou alguma modificação aplique a regra
ABCDE:
- A:
Assimetria (a forma do sinal é irregular, não redonda)
- B:
Bordo (o contorno do sinal é irregular, mal delimitado)
- C:
Cor (o sinal não apresenta uma cor uniforme, tem várias cores)
- D:
Diâmetro (o diâmetro do sinal é superior a 5 mm)
- E: Espessamento recente

Benigno:
Sinal de aspecto normal. Contorno regular.

Duvidoso:
Contorno irregular com cor desigual. Talvez benigno, necessita ser examinado pelo médico.

 Maligno:Contorno irregular,cor negra, não uniforme. Melanoma superficial. Diâmetro superior a 10 mm. Tratar sem demora.

Maligno:
Melanoma nodular. Forma irregular e cor desigual. Tratar sem demora.



 O cancro de pele pode, na sua maioria, ser curado.

A excisão, habitualmente cirúrgica, do carcinoma basocelular e espinocelular é habitualmente curativa. A não excisão, particularmente do carcinoma espinocelular, sobretudo das mucosas, mas também da pele, poderá predispor ao desenvolvimento de metástases. Se o melanoma for extraído numa fase muito precoce (pouco tempo de evolução, baixa espessura microscópica) a excisão alargada é frequentemente curativa. Para aqueles detectados já mais tarde poderá ser necessário pesquisar os designados gânglios satélites e, se positivos, propor
várias terapêuticas adicionais, nomeadamente imunoterapia. Se o melanoma não é excisado, ou for detectado numa fase muito avançada levará à morte.
Deixo aqui o meu testemunho:
A minha irmã tinha atrás da orelha algo parecido com um sinal, mas muito translúcido, que dava bastante comichão e incomodava. Por vezes descamava. Depois de consultar vários médicos, desde o médico de família, passando por outros sem obter nenhum tipo de melhoria dos sintomas, decidi que a devia de levar ao dermatologista, isto porque marcar Consulta num hospital público é para esquecer, pois só podemos recorrer ao hospital quando o médico de família passar um P1. Ora tal nunca iria acontecer visto que ele achava que era um eczema. A consulta particular é cara, foi cerca de 95 euros mas valeu a pena, assim que o dermatologista a viu, enviou-a imediatamente para um cirurgião do IPO (Instituto Português de Oncologia). Foi operada uma semana depois de saber o diagnóstico,  era Carsinoma basocelular multicêntrico, maligno claro. A cirurgia à qual assisti correu bem, e apesar de ter demorado bastante tempo a ser diagnosticado ainda foi a tempo, pois este carsinoma é de crescimento lento. Já foi operada há dois anos e está bem, apesar de ter que ser vigiada regularmente. Deixo aqui um alerta, nunca menosprezem nenhum tipo de sinal ou mancha no vosso corpo e não se contentem com diagnósticos que não vos resolve o problema e procurem soluções noutros sítios com outros médicos, principalmente quando aquela vossa vozinha interior vos diz que algo não está bem. Confiem no vosso instinto!
É verdade, quando damos conta essas coisas acontecem-nos a nós ou a alguém muito próximo de nós. Temos de apostar na sensibilização e na prevenção como arma de combate a esta doença. Vivemos num País cheio de sol, o que é excelente e gratificante, mas temos de pensar muito sériamente em usufruir desta condição de um modo consciente e responsável.  
Deixo aqui o link da APCC (Associação Portuguesa de Cancro Cutâneo)
Onde pode encontrar sempre actualizado notícias e informações sobre sinais, cancros de pele, prevenção e conselhos. Todo o texto e imagens desta postagem, à excepção do meu testemunho, foi retirado do site da APCC. Consultem e divulguem.
Muita Luz!

segunda-feira, 27 de junho de 2011

FLORES NO TÚMULO


Um Homem estava em silêncio a colocar flores no túmulo de um parente seu, quando viu um chinês a colocar um prato de arroz na lápide ao lado. De seguida sem se conter, vira-se para o chinês e pergunta:
- Desculpe, mas o senhor acha mesmo que o defunto virá comer o arroz?
Ao que o chinês responde:
- Sim, quando o seu vier cheirar as flores.


"Respeitar as opções dos outros é uma das maiores virtudes do ser humano. As pessoas são diferentes, agem de maneiras diferentes e pensam de formas diferentes. Não julgue ninguém. Tente apenas compreender.”

Muita Luz!

LINCE IBÉRICO - ESPÉCIE CRITICAMENTE EM PERIGO (CR)

Lince-Ibérico (foto 1)
O Lince Ibérico pertence à
Classe - Mammalia (Mamíferos)
Ordem - Carnívora (Carnívoros)
Família – Felidae (Felídeos)
Género - Lynx
Espécie - Lynx pardinus 

Nomes comuns - Lince-ibérico, Liberne, Gato-Bravo

Lince-Ibérico (foto 2)

As suas Dimensões são: Comprimento do corpo 80 a 110 cm e Peso 10 a 13 kg.
O Lince Ibérico é um Felino de pelagem castanho-amarelada com pintas negras e cauda curta com a ponta preta. As orelhas nas extremidades possuem pêlos rígidos em forma de pincel e longas patilhas que crescem ao longo do tempo. Os membros são robustos, sendo os posteriores mais longos, conferindo ao animal grande capacidade de impulsão, enquanto os anteriores são mais curtos e fortes sendo utilizados para capturar presas.
Lince à caça (foto 3)

A sua área de distribuição está exclusivamente confinada à Península-Ibérica.
É um Carnívoro essencialmente nocturno e um trepador exímio, podendo deslocar-se por dia cerca de 7 km. A sua alimentação baseia-se na sua grande maioria em coelhos-bravos, mas também fazem parte da sua dieta roedores, aves e crias de cervídeos entre outros. O seu habitat de preferência é constituído por matagais mediterrânicos, matos densos e bosques.

Os acasalamentos do Lince Ibérico são pouco frequentes e dão-se entre Janeiro e Março e o seu período de gestação varia entre 63 e 74 dias. O número de crias que nascem é entre 1 e 4 crias. Sendo o mais normal nascerem apenas 2 crias por casal, as quais recebem cuidados unicamente da mãe durante mais ou menos 1 ano, altura em que se tornam independentes e abandonam então o grupo familiar.

Lince Bébé (Foto 4)

Linces bébés (foto 5)
Como Estatuto de Conservação - O lince-ibérico é actualmente o felino mais ameaçado do mundo e encontra-se classificado como Espécie Criticamente em Perigo (CR) pelos Livros Vermelhos de Portugal e pela UICN, onde estão incluídos as espécies que enfrentam um risco extremamente elevado de extinção na natureza. O Lince também se encontra protegido pela Convenção de Berna (Anexo II) e pela Convenção que regulamenta o Comércio de Espécies Selvagens (CITES - Anexo I A). Também é considerado pela Directiva Habitats como uma Espécie Prioritária.

Como principais ameaças à sua sobrevivência destacam-se a fragmentação das áreas de habitat favorável, a significativa regressão das populações de coelho-bravo (Oryctolagus cuniculus) e a ainda a mortalidade não natural. Existem ainda outras ameaças como a utilização de armadilhas, a caça ilegal e os atropelamentos acidentais.
Em Portugal a regressão desta espécie teve inicio com a chamada "campanha do trigo" na década de 1930/1940. Nessa altura o seu habitat foi bastante reduzido. Mais tarde, veio a contribuir para a continuação da regressão do Lince a drástica redução das populações de coelhos-bravos, vítimas de doenças como a mixomatose e a febre hemorrágica viral.  Desde 1970, com a instalação de grandes manchas de floresta de produção de pinheiros e eucaliptos, as áreas de refúgio do lince-ibérico foram ainda mais drasticamente reduzidas. As barragens e a expansão da rede viária, agravaram ainda mais esta situação. Desde então, as populações desta espécie nunca mais voltaram a recuperar e nos anos 80 temia-se já que apenas existissem 50 indivíduos em território nacional. 

 Em Portugal a LPN (Liga de Protecção da Natureza) em parceria com a Organização Internacional Fauna & Flora (FFI), lançou em 2004 o PROGRAMA LINCE. Este programa conta com a participação e o respectivo apoio técnico e científico de um grupo composto pelos principais especialistas nesta espécie em Portugal. No âmbito deste programa a LPN desenvolveu projectos como o PROJECTO LIFE, que tem como principal objectivo a recuperação do habitat natural do Lince Ibérico. Por seu lado o Centro de Reprodução do Lince-Ibérico de Silves (CNRLI) tem como objectivo fazer com que os Linces reprodutores em cativeiro se reproduzam em território nacional.
Lince no Centro de Conservação de El Acebuche
No Parque Natural de Doñana - Espanha (foto 6)

Muita Luz!

Autores das Imagens e sites de onde foram retiradas:
Foto 1- retirada do blog http://temavondo.blogs.sapo.pt/2005/04/  publicada por André.
Fotos 2 e 3 - "Programa de Conservación Ex-situ del Lince Ibérico www.lynxexsitu.es"

 

sábado, 25 de junho de 2011

DICAS - SAIBA O QUE SÂO; INFUSÃO; DECOÇÃO E MACERAÇÃO

Bom antes de mais vou colocar aqui o significado de Infusão, Decoção e de Maceração. Isto porque as minhas amigas queixam-se de não saber o que significa cada uma delas. Para melhor usarem as vossas plantas medicinais, eis então o significado de:

INFUSÃO

É o que nós chamamos geralmente de chá. Utiliza-se as partes tenras (das folhas, flores e caules tenros). Quando a água começar a ferver deita-se sobre as partes tenras da planta, tapa-se e deixa-se repousar cerca de 10 minutos. Depois é só coar e beber.

DECOÇÃO

É utilizado as partes mais grossas das plantas (caules, raízes, sementes ou cascas) que se colocam em água fria. Quando a água começa a ferver, coloca-se as partes da plantas lá dentro e deixa-se ferver em lume baixo durante 15 minutos. Em seguida retire do ,lume e deixa-se repousar mais 10 minutos tapado. Depois é só coar e beber.

MACERAÇÃO

Aqui pode-se utilizar todas as partes da planta. Se escolher utilizar as partes mais macias da planta, como as folhas e as flores, pique-as muito bem e deixe repousar mais ou menos 12 horas no líquido que escolher.
Atenção que:
Para macerar usa-se sempre um líquido de forma a preservar e a extrair todos os benefícios da planta. Para fins terapêuticos usa-se o álcool etílico, o azeite ou o óleo de amêndoas doces, já para culinária usa-se o vinho ou vinagre.
Se no entanto escolher as partes mais grossas da planta como as raízes e os talos, deve picá-los à mesma, mas deve de os deixar no líquido durante cerca de 24 horas.
Depois é só colocar o preparado num frasquinho de vidro e tapar bem ao abrigo da luz.

Muita Luz!


  

LOURO (Laurus nibilis)

O Louro é de origem mediterrânica e é caracterizado pelo aroma forte das suas folhas. Na Grécia Antiga era utilizado em coroas que colocavam na cabeça dos atletas e dos heróis nacionais, como símbolo de vitória. Hoje em dia usamo-la como tempero na confecção de alimentos e também é usada em remédios caseiros, devido às suas propriedades medicinais. Segundo os antigos o Louro tem propriedades diuréticas, anti-inflamatória e anti-reumática. Auxilia na digestão, alivia os estados de ressaca, estimula o apetite, alivia cólicas menstruais, Trata doenças no fígado, infecções nos ouvidos e na pele. É um poderoso aliado contra o cansaço e potencia o tratamento das hemorróidas, contusões e reumatismo.
Receita de Chá de Louro para alívio da digestão:
Ingredientes:
3 Folhas de Louro lavadas.
1 Chávena de chá de água acabada de ferver.
Preparação:
Coloque as folhas de Louro dentro da chávena com água a ferver e deixe repousar por 10 minutos. Retire então as folhas e adoce a seu gosto. Beber de preferência ainda quente e depois da refeição.
Muita Luz!

quinta-feira, 23 de junho de 2011

PAZ

Certo dia um Rei teve de escolher entre duas pinturas a qual representava a Paz perfeita. A primeira era um lago muito tranquilo, era um espelho perfeito onde se reflectiam algumas montanhas que o rodeavam, sobre elas encontrava-se um céu muito azul com nuvens brancas. Todos olharam para esta pintura e acharam que ela reflectia a paz perfeita.
Na segunda pintura também havia montanhas, mas eram horríveis e não tinham nenhuma planta ou árvore, o céu era muito escuro e intimidante. Mas, o Rei ao observar mais atentamente, reparou que atrás de uma cascata havia um pequeno ramo a sair de uma fenda na rocha. Neste ramo encontrava-se um ninho, ali no meio do ruído da violenta queda de água, estava um passarinho calmamente sentado no seu ninho. Então o Sábio Rei escolheu esta pintura.
 "Paz não significa estar num lugar sem ruídos, sem problemas ou sem dor. Paz significa que, apesar de se estar no meio de todas estas coisas, conseguimos permanecer calmos e tranquilos connosco próprios. Este é o único e verdadeiro significado da Paz."

Lembre-se sempre que, independentemente de onde você vive, o que mais importa é o que vive no seu coração!
Muita Luz!

quarta-feira, 22 de junho de 2011

Um velho monge e um jovem monge estavam a andar por uma estrada quando chegaram a um rio que corria veloz. O rio não era nem muito largo nem muito fundo, e os dois estavam prestes a atravessá-lo quando uma bela jovem, que esperava na margem se aproximou deles. A moça estava vestida com muita elegância, abanava o leque e piscava muito, sorrindo com os olhos muito grandes.
- Oh disse ela, a correnteza é tão forte, a água é tão fria, que a seda do meu quimono vai- se estragar se eu o molhar. Será que vocês me poderiam carregar até o outro lado do rio?
   E então ela se insinuou toda sedutora para o lado do monge mais jovem. O jovem monge não gostou do comportamento daquela jovem mimada e sem vergonha nenhuma e achou que ela merecia uma lição. Além do mais, os monges não se devem envolver com mulheres, então ele ignorou-a e atravessou o rio. Mas o monge mais velho encolheu os ombros, ergueu a jovem e carregou-a nas costas até o outro lado do rio. Depois os dois monges continuaram o seu caminho pela estrada.
    Embora andassem em silêncio, o monge mais novo estava furioso. Achava que o seu companheiro tinha cometido um erro ao ceder aos caprichos daquela jovem mimada. E pior ainda, ao tocá-la tinha desobedecido às regras dos monges anciãos. O jovem reclamava e vociferava mentalmente, enquanto eles caminhavam subindo montanhas e atravessando campos. Finalmente não aguentou e desatou aos gritos, começou a repreender o companheiro por ter atravessado o rio carregando a jovem. Estava fora de si e com o rosto vermelho de tanta raiva.

– Ora, ora, disse o velho monge - Você ainda está carregando aquela mulher? Eu já a pus no chão há uma hora. E, encolhendo os ombros, continuou a caminhar.
Nunca carregue nada consigo muito tempo, principalmente pensamentos.
Muita Luz!

Porta-moedas em crochet





As minhas filhas usam para trazer as moedas.

Muita Luz!

Pedro Abrunhosa - Se eu fosse um dia o teu olhar

terça-feira, 21 de junho de 2011

Eu Não Sei Quem Te Perdeu



Adoro Pedro Abrunhosa e
Dedico este video a todos os que amam.

Muita Luz!

sexta-feira, 17 de junho de 2011

PORTUGAL - ROBIN DOS BOSQUES, PRECISA-SE!

Se és um jovem português
Atravessa a fronteira do teu País
E parte destemido
Na procura de um futuro com Futuro
 
Porque no teu País
A Educação é como uma licenciatura
Tirada sem mérito e sem trabalho
Arquitectada por amigos docentes
E abençoada numa manhã dominical
 
Porque no teu País
É mais importante a estatística dos números
Que a competência científica dos alunos
O que interessa é encher as universidades
Nem que seja de burros
 
Porque no teu País
A corrupção faz parte do jogo
Onde os jogadores e os árbitros
São carne do mesmo osso
E partilham o mesmo tempero
 
Porque no teu País
A justiça é ela própria uma injustiça
Porque serve quem é rico e influente
Com leis democraticamente pobres
 
Porque no teu País
As prisões não são para os ladrões ricos
Porque os ricos não são ladrões
Já que um desvio é diferente de um roubo
 
Porque no teu País
A Saúde é uma doença crónica
Onde, quem pouco tem
É sempre colocado na coluna da despesa
 
Porque no teu País
Se paga a quem nada faz
E se taxa a quem pouco aufere
 
Porque no teu País
A incompetência política
é definida como coragem patriótica
 
Porque no teu País
Um submarino é mais importante que tu
E o mar apenas serve para tomar banho
E pescar sardinhas
 
Porque no teu País
Um autarca condenado à prisão pela justiça
Pode continuar em funções em liberdade
Passeando e assobiando de mãos nos bolsos
 
Porque no teu País
Os manuais escolares são pagos
Enquanto a frota automóvel dos políticos
É topo de gama
 
Porque no teu País
Há reformas de duzentos euros
E acumulação de reformas de milhares deles
 
Porque no teu País
A universidade pública deixou cair a exigência
E as licenciaturas na privada
Tiram-se ao ritmo das chorudas mensalidades
 
Porque no teu País
Os governantes, na sua esmagadora maioria
Apenas possuem experiência partidária
Que os conduz pelas veredas do "sim ao chefe"
 
Porque no teu País
O que é falso, dito como verdade,
Sob Palavra de Honra !
São votos ganhos numa eleição
 
Porque no teu País
As falências são uma normalidade
O desemprego é galopante
A criminalidade assusta
O limiar da pobreza é gritante
E a venda de Porsches ... aumenta
 
Porque no teu País
Há esquadras da polícia em tal estado
Que os agentes se servem da casa de banho
Dos cafés mais próximos
 
Porque no teu País
Se oferecem computadores nas escolas
Apenas para compor as estatísticas
Do saber "faz de conta" em banda larga
 
Porque no teu País
Se os teus pais não forem ricos
Por mais que faças e labutes
Pouco vales sem uma cunha

Porque no teu País
Os governantes não taxam os bancos
Porque, são eles que lhes permitem
A vida de luxo com contas offshore

Porque no teu País
És apenas mais um que espera
 que as coisas agora melhorem enquanto
pagas as dívidas que não contraíste
e aguentas a crise
que não pediste!

Muita Luz!

quinta-feira, 16 de junho de 2011

Mas porque será que estou rodeada de gente Desagradável???
Bem, exercício para hoje:
Inspirar, expirar, inspirar, respirar, respirar, respirar...

Muita Luz!

AS MINHAS FLORES






Muita Luz!

domingo, 12 de junho de 2011

MANDALAS TIBETANAS

Mandala é uma palavra Sânscrita que significa centro, círculo de cura, uma representação geométrica da dinâmica relação existente entre o homem e o cosmo. Em Tibetano Mandala escreve-se "Khyil-Khor" e significa “centro do Universo onde um ser totalmente iluminado habita”. Os círculos transmitem  o útero, a unidade e a totalidade. Representam ainda um mundo iluminado, só revelado quando as manchas da raiva, ignorância e apego são transformadas em sabedoria, força e compaixão. No Tibete acredita-se que as Mandalas possuem todo o conhecimento necessário para se atingir a iluminação nesta vida. Os monges Tibetanos ao criar as Mandalas representam o ciclo de vida e de morte, o processo para se criar uma Mandala é muito moroso e requer anos de preparação e treino de modo a adquirir destreza e ao mesmo tempo conhecimento. Durante a criação de uma Mandala a meditação é uma constante, ainda assim durante três dias consecutivos procede-se a uma prévia meditação antes de começar a Mandala. A sua criação é um ritual que pode demorar até cerca de um mês ou mais, com a presença a tempo inteiro de dois ou mais monges que lhe dedicam os seus dias. O desenho da Mandala é preenchido com areia colorida durante dias, sendo depois disso varrida ou destruída pelo vento, representando a impermanência da vida.

A areia utilizada para a criação da Mandala foi abençoada através de todo o processo de confecção da Mandala, sendo por isso no final guardada em potes que depois se transportam para espalhar nas terras ou nos rios. A Mandala pode ser direcionada para vários níveis, como o autoconhecimento e desenvolvimento espiritual, a prosperidade e a harmonia. Em casa uma mandala é excelente para transformar as energias negativas em positivas, ao mesmo tempo que ajuda a restabelecer a saúde exterior e interior.
Muita Luz!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...